Árbitro cita em súmula soco frontal e chute violento causando traço de fratura do processo espinhoso

Já está no site da Federação Gaúcha de Futebol, a súmula do jogo entre Guarani, de Venâncio Aires, e São Paulo, de Rio Grande, pela Divisão de Acesso 2021. A imagens do jogo ganharam o mundo após a agressão do jogador William Ribeiro ao árbitro Rodrigo Crivellaro. O atleta, então pelo São Paulo, chutou a cabeça do árbitro após derrubá-lo. O juiz foi socorrido de ambulância, desacordado e levado ao hospital.


O atleta chegou a ser preso em flagrante, mas ficou menos de 24h na penitenciária de Venâncio Aires. Ele ganhou liberdade provisória. O árbitro teve alta do hospital na manhã de terça-feira e passa bem.


O documento oficial do jogo é importante para efeitos de denúncia no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD). Na súmula da partida, que foi vencida pelo Guarani por 1 a 0, Crivellaro citou o jogador foi expulso direto, mas motivo que não consta no código disciplinar da regra do jogo. A descrição foi realizada nas observações pontuais do jogo. O árbitro relata um soco frontal e depois um chute violento causando traço de fratura na coluna.


"O atleta da equipe do Sport Club São Paulo, o senhor William Cavalheiro Ribeiro, nº 10, após ser advertido com aplicação do cartão amarelo, aos 14 (quatorze) minutos do segundo tempo, por reclamar de maneira acintosa da não marcação de uma falta a favor da sua equipe, imediatamente correu em direção ao árbitro Rodrigo Crivellaro e desferiu um soco frontal na região do rosto, causando cortes e sangramento no nariz e boca, ocasionando a queda do mesmo no gramado. Em ato contínuo, acertou um chute violento na nuca do árbitro, sem qualquer possibilidade de defesa, causando traço de fratura do processo espinhoso de C6, conforme laudo médico em anexo, deixando-o inconsciente. Informo que o árbitro necessitou urgentemente de atendimento médico e imediato encaminhamento ao Hospital São Sebastião Mártir, devido à gravidade das lesões. O referido atleta precisou ser contido por seus adversários até que deixasse o campo de jogo. Mediante a gravidade do fato ocorrido, não foi possível aplicar o cartão vermelho ao atleta e a partida precisou ser suspensa. Com o objetivo de concretizar a expulsão do atleta William Cavalheiro Ribeiro, nº 10, o cartão vermelho foi apresentado no reinício da partida para o capitão

da equipe do Sport Club São Paulo", detalha a súmula.