Árbitro relata em súmula: "Tem que chutar a cabeça de vocês"; Jogador nega frase

O árbitro da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), Francisco Soares Dias, apitou o jogo entre Lajeadense e Cruzeiro pela partida de volta das quartas de final da Divisão de Acesso 2021. O jogo foi realizado na noite de sábado na arena Alviazul, em Lajeado.


Durante o primeiro tempo, o árbitro expulsou o jogador Anderson Pico após apresentar dois cartões amarelos. Depois do vermelho, o atleta do Cruzeiro corre em direção ao árbitro, que rapidamente pede apoio da Brigada Militar para proteção da arbitragem.


Na súmula, o árbitro diz que aos 18 minutos do primeiro tempo, após a expulsão, o jogador visitante disse a seguinte frase: "agora eu vou quebrar a tua cara seu filho da puta, tem que chutar a cabeça de vocês mesmo". O árbitro ainda detalha que sofreu um pisão no pé e recuou correndo para evitar uma possível agressão.


"Relato que aos 18 minutos do 1° tempo de partida expulsei com segunda advertência com cartão amarelo o jogador do Esporte Clube Cruzeiro n°7 Anderson da Silveira ribeiro, por reclamação acintosa contra as decisões da arbitragem, proferindo as seguintes palavras de maneira ríspida "tu ta de sacanagem comigo, eu nem toquei nele, eu quero ver tu ser macho pra me expulsar agora, vamo me expulsa! se não eu vou esculhembar essa merda". Após a apresentação do cartão vermelho Anderson da Silveira Ribeiro proferiu

as seguintes palavras "agora eu vou quebrar a tua cara seu filho da p#$@, tem que chutar a cabeça de vocês mesmo", nesse momento Anderson da Silveira Ribeiro partiu para cima de mim com a intenção de me agredir e me deu um pisão no pé, tive que sair em deslocamento de corrida de costas para me proteger das possíveis agressões prometidas por Anderson Silveira Ribeiro que só foi contido pelos policiais militares que adentraram ao campo para a minha proteção e de toda a equipe de arbitragem. O jogador não queria sair do campo de jogo, assim provocando mais tumulto generalizado, só após 5 minutos o jogador foi retirado do campo de jogo e assim conseguimos retomar o andamento da partida", relata o o árbitro Francisco Dias na súmula.


AO GE, JOGADOR NEGA FRASE


Em entrevista ao jornalista Eduardo Moura do site Globo Esporte, o jogador negou que tenha proferido a frase citada na súmula. Ele disse que não tentou agredir Francisco. "Não falei nada disso que ele colocou, que eu ia fazer alguma coisa com ele. É muito fácil colocar o que quiser na súmula", disse o jogador do GE.


Na entrevista ao principal portal esportivo do país, o capitão do Cruzeiro admitiu que foi um ato ruim ter partido para cima do árbitro. "Foi muito ruim, nada justifica", se posicionou o atleta. Pico ainda pediu que o árbitro prove que ele disse isso.


Durante o jogo também foi flagrada uma agressão ao maqueiro do Lajeadense. Luis André foi atingido pelo jogador com um soco após a expulsão. No relato ao GE, disse que foi para se defender. As imagens foram gravadas por um torcedor que estava nas cadeiras do estádio.