A quatro jogos do acesso, goleiro vê São Luiz no melhor momento da temporada

Depois de conseguir, no último final de semana, a classificação para as oitavas, o São Luís ficou a quatro jogos do tão sonhado acesso. Um dos grandes responsáveis por essa conquista é o goleiro Rafael Roballo, que se consolidou como um dos destaques da posição na Série D.


A importância do arqueiro é mostrada através dos números. Durante do o nacional, o jogador esteve de fora apenas de uma partida, por suspensão. Com isso, coleciona 15 aparências. No entanto, os números positivos não param. Neste período, conseguiu sair sem sofrer gols em seis partidas, totalizando, só 11 gols sofridos. Uma média inferior a um gol por partida.


Apesar de estar em grande fase individual, Roballo acredita que o grande responsável por esse chegada do clube na reta final da competição é a força do coletivo.


“Desde o início sempre frisamos que temos um grupo enxuto, porém de muita qualidade e experiência. Temos vários jogadores acostumados com decisão. E o grupo vem mostrando isso, principalmente nesses jogos decisivos”, reforça o paredão do São Luiz.


A pouco mais de 360 minutos de marcar o seu nome na história do clube de Ijuí, o goleiro acredita que o time não poderia estar em melhores condições para essas decisões. Para ele, o time atingiu o seu melhor momento em toda a temporada.


“O grupo está muito ciente da importância que é um possível acesso para o São Luiz, mudaria o clube de patamar. Estamos vindo de uma sequência interessante, a partir do jogo do pelotas, onde era fundamental a vitória para não correr o risco de ficar fora, estamos nessa crescente. Esperamos agora nas oitavas de final, elevar ainda mais esse nível de comprometimento, concentração, qualidade. Porquê sabemos que a Aparecidense também é um time de muita qualidade e experiência”, finaliza o arqueiro.


A batalha com o Aparecidense inicia neste domingo, dia 20. O primeiro duelo será no Estádio 19 de Outubro. E tem pontapé inicial marcado para às 17h.


Foto: São Luiz/Assessoria/Lucas Dorneles