Após breve passagem pelo Ivoti, jovem espera despontar no futebol em Ijuí

No Brasil toda criança tem o sonho de ser jogador de futebol. Desde cedo temos o contato com a bola além de ser o esporte mais difundido no nosso país - comumente conhecido o “País do futebol”. Muitos jogadores são a inspiração dos jovens que estão começando ou sonham em seguir essa carreira, bem como é necessário ter o incentivo da família. Essa é a história de Luigi Corso, mais um jovem atleta entre tantos no Brasil, que possuem o objetivo de ser um grande jogador reconhecido.


O início de uma jornada não é nada fácil, seja qual for a profissão. A caminhada de Luigi iniciou logo aos cinco anos de idade, quando foi matriculado pelo pai em uma escolinha de futsal, em Brasília - Distrito Federal. Não demorou para que se destacasse e assim começasse a viajar pelo interior de São Paulo e Minas Gerais. A partir dessa experiência veio a oportunidade de jogar futebol, na categoria de base. 


"A ideia de jogar futebol surgiu cedo na minha vida. Meu pai me inscreveu na escolinha e sempre me incentivou a jogar bola, e aí foi seguindo o sonho, comecei cedo no futsal depois fui para o campo, aos 10 anos e aí foi indo e fui jogando os campeonatos. O primeiro time que eu joguei foi o Gama onde joguei no SUB-17, depois foi para o Ceilândia. Em seguida fui contratado junto ao Legião, lá joguei mais tempo e ganhei duas Copas Brasília, cheguei numa semifinal do candango, que foi onde conseguimos a vaga para a Copa São Paulo de futebol júnior 2019", declarou.


A profissionalização veio em 2017. Ainda no Legião, houve a oportunidade de subir para o time de cima. Apesar da pouca idade, Luigi já tem uma certa bagagem no futebol.


"Nos profissionais, disputei dois acessos, chegando em duas semifinais e quase conseguimos subir, além disso joguei uma primeira divisão pelo Ceilândia. Fui capitão e tive uma breve passagem pelo Ivoti aqui do Rio Grande do Sul", comentou.


Chegando por empréstimo ao São Luiz, vindo do Legião, Luigi atualmente está treinando para conseguir um lugar no elenco do rubro, para poder ajudar na disputa da série D do Campeonato Brasileiro. O atleta faz uma avaliação do que espera dessa oportunidade.


"As expectativas são as melhores possíveis, temos um grupo muito bom, um time realmente com totais condições de chegar ao acesso para a série C. Eu sigo trabalhando para ser relacionado para as partidas, estou sempre trabalhando, mesmo que por enquanto não tenha sido relacionado para uma partida, mas sigo firme, buscando meu espaço, buscando ser visto pelo professor e espero poder contribuir o máximo", disse.

 

Além disso, Luigi avalia o que um jogador precisa para ter sucesso nesta profissão.


"Esse é o objetivo de todos os jogadores não importa a idade, pode ser novo pode ser mais experiente sempre o jogador quer estar jogando. Acho que para a carreira ser de sucesso tem que ser assim, tem que ter em mente que precisa estar jogando, tem que estar bem, então meu objetivo com certeza é jogar, quero essa oportunidade e estou trabalhando para isso, tô sempre focado e fazendo meu trabalho, esperar minha oportunidade", finalizou.


Foto: Lucas Eduardo Dornelles/São Luiz