Após cancelamento, Federação vai auxiliar os clubes na negociação com os atletas

A Divisão de Acesso 2020 está cancelada. A decisão ocorreu na tarde de sexta-feira (21), após nova videoconferência entre os representantes dos 16 clubes e a diretoria da Federação Gaúcha de Futebol.


A questão da continuidade da competição foi colocada em deliberação após a Federação ter recebido manifestações de clubes no sentido da impossibilidade sanitária, organizacional e financeira. No fim da reunião, houve o reconhecimento de 15 dirigentes pela inviabilidade da retomada do certame na atual temporada.


Do total de 16 participantes, 12 afirmaram não possuir condições de cumprir os protocolos exigidos por órgãos governamentais. A FGF esclareceu que, por ser uma competição obrigatória, com ascenso e descenso - e não de adesão -, não seria possível viabilizá-la apenas com os clubes remanescentes, o que infringiria o seu Estatuto, o Congresso Técnico e os princípios do Estatuto do Torcedor.


Em nota publicada em seu site, a FGF se colocou a disposição de auxiliar os clubes após o cancelamento. Agora, as diretorias terão de negociar as rescisões contratuais com os profissionais que tinham vínculo para a Série A2.


"Diante do quadro de total excepcionalidade que, lamentavelmente, se impôs, a Federação se colocou à disposição para auxiliar os clubes a negociar com os atletas, visando minimizar eventuais prejuízos financeiros a todos os envolvidos - clubes, jogadores e demais profissionais", declara em nota.


A FGF pontuou que se melhorar a condição sanitária no estado estuda realizar uma competição que congregue o máximo de clubes e profissionais, como a Copinha.