top of page

Após vice, presidente do Caxias veta Vuaden e dispara: "Jogar com 13 é difícil"

O Caxias perdeu para o Grêmio no segundo jogo da final do Campeonato Gaúcho Com a derrota por 1 a 0, o Tricolor ficou com o título gaúcho 2023. O Grená reclama muito do lance que originou o gol da vitória gremista. Primeiro, o Caxias observa falta na origem e, depois, não vê pênalti em Suárez. O árbitro Leandro Vuaden nada marcou, mas após ser chamado pelo VAR, assinala a penalidade. Após o vice, o presidente do Caxias, Mário Werlang fez duras criticas.


"Analisando o jogo, eu estou muito triste, porque o trabalho foi estragado por uma arbitragem desastrosa de novo. Terceira vez que apita jogos nossos, e é desastroso. Eu já olhei várias vezes o lance do pênalti, e não precisava disso. Acho que o Grêmio mereceu o campeonato, talvez seja o melhor time. Mas, infelizmente, jogar contra 13 é difícil" disparou o dirigente.


Na coletiva de imprensa, Werlang também vetou a arbitragem de Vuaden em jogos do Caxias no futuro. Ele não quer mais o árbitro nos jogos do grená.


"O Caxias não quer mais esse árbitro apitando jogo do Caxias. Se vamos ter ou não, não sei, não depende de nós. Mas a nossa vontade é não ter mais ele apitando jogo do Caxias. Isso é muito claro. Enquanto eu for presidente, eu não quero. Mas querer nem sempre é poder. E, infelizmente, outros têm poder maior que nós às vezes", finalizou.


Imagem: Reprodução/TV Grená

bottom of page