Artilheiro da Série A2, Welder projeta uma final antecipada pela vaga no Gauchão

O Guarany de Bagé inicia sábado (13) a decisão por uma vaga na elite do Gauchão 2022 contra o Avenida. Quem passar da semifinal garante vaga na disputa pelo título e o retorno para a primeira divisão. Um dos responsáveis pela excelente campanha até aqui é o centroavante Welder, artilheiro da competição com 8 gols em 12 partidas. Com experiência no interior do Estado, o atleta vislumbra o objetivo principal do Clube.


“É uma final, porque o objetivo maior de todos é o acesso. A gente sabe a força do Avenida, ainda mais em casa, serão 180 minutos bastante disputados, mas estamos trabalhando muito para ao término conquistarmos a vaga. O Guarany é um clube histórico, bicampeão gaúcho, merece retornar para a elite, por toda força de sua torcida, tradição. Quando o time subiu da última vez da Terceirona para cá, eu estava também no elenco. Agora lutamos para ir além novamente. Estou muito feliz com meu momento, espero ser mais uma vez capacitado para contribuir com o time da forma que for, se marcar gols, melhor ainda. Ser artilheiro é algo pessoal, claro, mas o coletivo está na frente”, afirmou.


Aos 26 anos, Welder iniciou sua carreira no Cruzeiro/RS (ainda em Porto Alegre). Natural da capital gaúcha, tem passagens também por Pelotas, União Frederiquense, São Paulo (Rio Grande), além de atuar no Boa Esporte, Sampaio Corrêa e no futebol da Albânia. Antes de regressar ao RS, estava no Nova Mutum, onde sagrou-se campeão mato-grossense em 2020. Na temporada, são 21 jogos e 13 gols.


“Estamos vivendo esta expectativa. Chegamos nesta semifinal com humildade e manteremos os pés no chão, sabendo todas as dificuldades. Trabalhamos aqui jogo a jogo e não será diferente agora. Entendo que estas duas últimas temporadas minhas são as melhores da minha carreira, agradeço por estar numa decisão e fazendo gols. Sei que muito ainda está para acontecer. Vamos focados para recolocar o Guarany no lugar que merece estar. Será bom para todos. Uma comunidade como a de Bagé merece um time na elite”, completou.


Foto: Gabriel Xavier/Divulgação