Brasil, Guarani e São Paulo também aderem as máscaras personalizadas

Os clubes de futebol entraram na onda das máscaras de proteção contra o coronavírus. A peça já virou uso obrigatório em diversas cidades, como Santa Maria.


Na semana, o Guarany de Bagé deu o pontapé inicial no interior. Agora, diversas equipes estão produzindo o produto para evitar a propagação da covid-19.


O Brasil de Pelotas lançou um kit com 3 máscaras. A cada kit vendido, uma máscara será doada para o Centro de Atendimento a Síndromes Gripais, da Prefeitura de Pelotas. O kit com 3 máscaras (vermelha, preta e branca) custa R$ 20 e a pré-venda está aberta no site https://www.souxavante.com.br/kit-mascaras. Também tem encomendas pelo intagram @souxavante e whatsapp (53) 98151-3344. As máscaras poderão ser retiradas na loja a partir do dia 6 de maio. Apenas as máscaras comercializadas pelo loja oficial do clube ajudarão o Centro de Atendimento a Síndromes Gripais.


O Guarani de Venâncio Aires também começou a produzir máscaras. O clube informou que o primeiro lote já foi comercializado. Novas máscaras devem ser disponibilizadas na segunda-feira. As retiradas e os pedidos são feitos na "Foto Visão", na Rua General Osório, 1.395, ao lado da Prefeitura. O valor é R$ 10, sendo 40% vai para a Liga de Combate ao Câncer.


Por fim, o São Paulo de Rio Grande também está com produtos personalizados. As máscaras reutilizáveis do leão do parque estão sendo vendidas por R$ 10 em dois pontos de venda da cidade: - Mercado do Ângelo na Avenida Brasil, 522, bairro Buchholz. - Boutique do Celular Rua Luiz Lorea, 522, Centro.