Gerente de futebol pede desligamento do Caxias

A terça-feira começou com anúncio do pedido de desligamento do executivo de futebol do Caxias. Renan Mobarack enviou à direção uma carta comunicando sua saída do clube. O profissional foi para o Manaus, clube que disputa a Série C do Brasileirão. Em um comunicado nas redes sociais, Mobarack se despediu do clube.


"Agradeço ao sr. Presidente Paulo César, aos demais diretores, funcionários, atletas e torcedores deste clube gigante…foi uma honra ter estado com vocês, mas chegou a hora de encerrar minha passagem pelo Caxias. Desejo muito sucesso e êxito no restante da temporada!!! Este clube tem que subir!!! Gratidão e me somo à torcida Grená!!", declarou.


O profissional saiu sem dar entrevistas na imprensa local. Nos bastidores, um dos motivos para sua saída foi a insatisfação quanto à falta de autonomia do departamento de futebol. Informação foi confirmada pela reportagem com fontes ligadas à direção.

O Caxias está há 15 dias sem técnico. Após a decisão de tirar Rogério Zimmermann, o clube trabalha com preparador físico, Tiago Cetolin, e o técnico do Sub-20, Vladimir Duarte. A direção decidiu esperar e o novo técnico chega somente na segunda-feira, faltando duas semanas para o começo da Série D. O nome mais cotado é Luan Carlos, finalista do Campeonato Catarinense com o Camboriú.


Foto: Vitor Soccol/Ser Caxias