CBF indica dois gaúchos para o quadro FIFA em 2021

A Comissão de Arbitragem da CBF definiu os árbitros e assistentes indicados para compor o quadro internacional da FIFA em 2021. São, ao todo, 16 árbitros, entre homens e mulheres, e 16 assistentes, além de seis indicados para o inédito quadro do VAR (árbitro assistente de vídeo). Os nomes foram apontados pela Comissão de Arbitragem da CBF e posteriormente aprovados pela FIFA.


Uma das novidades deste ano, o quadro internacional do VAR traz a presença de seis árbitros com vasta experiência tanto dentro como fora das quatro linhas. Os árbitros centrais que pertencem ao quadro da FIFA também estão habilitados para atuar como VAR em partidas internacionais.


Presidente da Comissão de Arbitragem, Leonardo Gaciba destacou o pioneirismo dos árbitros brasileiros e descreveu a importância de sempre buscar o aprimoramento deles e o reconhecimento através do quadro internacional da FIFA.


"Nossa arbitragem tem uma das maiores representatividades do mundo no quadro da FIFA. Buscamos o desenvolvimento constante, ajustando o que precisa melhorar e ampliando as boas práticas. O futebol brasileiro tem uma história de vanguarda na arbitragem mundial, tanto que o projeto do VAR nasceu aqui. Intensificaremos o trabalho de aperfeiçoamento técnico para os árbitros e árbitras se destacarem nas competições da CBF e continuarem ampliando seu espaço na FIFA", ressaltou Gaciba.


O quadro internacional de 2021 traz oito profissionais que terão a primeira oportunidade com a insígnia da FIFA, seja como árbitro, assistente ou VAR. São eles: Brigida Cirilo Ferreira (AL), Daiane Caroline Muniz dos Santos (MS), Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG), José Claudio Rocha Filho (SP), Rodrigo D'Alonso Ferreira (SC), Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP), Rodrigo Nunes de Sá (RJ) e Wagner Reway (PB).


Para 2021, o Brasil ganhou o direito de indicar 12 mulheres para o quadro internacional, dentre elas, seis árbitras centrais. Com isso, foi possível a inclusão de Daiane Caroline Muniz dos Santos (MS), que representa a Federação de Futebol do Mato Grosso do Sul. Atualmente árbitra central, ela foi assistente do quadro da FIFA até a temporada de 2018, quando renunciou dessa posição para seguir o sonho de ser árbitra (a mesma trajetória realizada anteriormente por Edina Alves Batista). Além dela, Brigida Cirilo Ferreira (AL) conquistou sua primeira oportunidade no quadro, que apresentou um crescimento de 50% de presença de mulheres nos últimos dois anos.


"Gostaríamos de destacar o trabalho que é feito pela arbitragem feminina brasileira, que a cada dia que passa conquista mais espaço, com muita competência, com muito trabalho, conquistando, na gestão do Presidente Rogério Caboclo, mais 50% das vagas que tinham anteriormente. Isso só mostra o crescimento da arbitragem feminina brasileira, não só no país, mas também no cenário internacional", frisou Leonardo Gaciba.


Confira a lista completa do quadro internacional FIFA de árbitros e assistentes brasileiros para 2021


Árbitros e árbitras


Anderson Daronco (RS)

Bráulio da Silva Machado (SC)

Bruno Arleu de Araújo (RJ)

Charly Wendy Straud Deretti (SC)

Daiane Caroline Muniz dos Santos (MS)

Deborah Cecília Cruz Correia (PE)

Edina Alves Batista (SP)

Flavio Rodrigues de Souza (SP)

Luiz Flavio de Oliveira (SP)

Rafael Traci (SC)

Raphael Claus (SP)

Rejane Caetano da Silva (RJ)

Rodolpho Toski Marques (PR)

Thayslane de Melo Costa (SE)

Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)

Wilton Pereira Sampaio (GO)


Assistentes


Alessandro Rocha Matos (BA)

Bárbara Roberta da Costa Loiola (PA)

Brigida Cirilo Ferreira (AL)

Bruno Boschilia (PR)

Bruno Raphael Pires (GO)

Danilo Ricardo Simon Manis (SP)

Fabricio Vilarinho da Silva (GO)

Fabrini Bevilaqua Costa (SP)

Fernanda Nândrea Gomes Antunes (MG)

Guilherme Dias Camilo (MG)

Kleber Lucio Gil (SC)

Leila Naiara Moreira da Cruz (DF)

Marcelo Carvalho Van Gasse (SP)

Neuza Ines Back (SP)

Rafael da Silva Alves (RS)

Rodrigo Henrique Correia (RJ)


Árbitros assistentes de vídeo (VAR)


Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)

José Claudio Rocha Filho (SP)

Rodrigo D'Alonso Ferreira (SC)

Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

Wagner Reway (PB)


Foto: Lucas Figueiredo/CBF/Divulgação