Cidade de Carazinho deve ganhar um novo estádio de futebol para mais de 10 mil pessoas

EXCLUSIVO


Em breve, os torcedores do futebol gaúcho devem ver em campo um novo clube no Rio Grande do Sul. O "1992" já tem um estrutura invejável, como o site peleiafc.com noticiou há algumas semanas. O novo clube do interior do estado foi fundado em Carazinho, próximo a cidade de Passo Fundo. O empreendimento conta com academia, duas quadras de futebol sete, bar e espaço para eventos. O mentor de toda essa estrutura é o jogador Adriano Strack. Após alguns anos na Europa, o atleta, que ainda não se aposentou, decidiu fundar um clube na sua cidade. O nome é inspirado em clube da Alemanha.


Em entrevista ao repórter Tiago Nunes da Rádio Imembuí, de Santa Maria, e editor do site peleiafc.com, o jogador revelou o próximo passo do projeto. Após iniciar os trabalhos neste mês de abril, o clube deu começo as aulas nas categorias de base e projeta ter sua própria casa. Conforme Strack, o "1992" tenta construir a estrutura em um terreno próximo.


"Esse é um projeto que agora eu estou focando mais. Estou tentando vender um terreno para investir num estádio com capacidade de 10 a 15 mil pessoas. Tenho alguns empresários que estão interessados em me ajudar. Então, acredito que em menos de um ano já comecem as obras. Começando as obras vamos pensar no futebol realmente. Eu creio muito que os clubes fazem um pouco diferente no Brasil. Eles querem que o futebol levante o clube. Eu penso que tem que ter uma estrutura primeiro para depois pensar em futebol", reflete o empreendedor.


Adriano também falou que já tem um profissional trabalhando no clube para ser o técnico quando a equipe estiver filiada a Federação Gaúcha de Futebol para os campeonatos oficiais como a Terceirona Gaúcha.


"O estádio seria no mesmo lugar que está o clube. Estou negociando um terreno nos fundos. Se por acaso não conseguir teria que ser fora da cidade, daí dificultaria um pouco. Hoje, já contamos com uma escolinha com 80 a 90 crianças treinando. É um trabalho bem sério, já pensando futuramente. Temos um treinador recém formado, com 22 anos, que eu tento projetar ele para ser o técnico do clube futuramente, o Magnus", detalhou Adriano.


A ideia é começar as obras da nova casa quando o clube chegar aos 500 sócios. Atualmente o "92" tem cerca de 200 sócios. Sendo assim, a decisão para Carazinho ganhar um novo estádio está nas mãos dos cidadãos.


Foto: MP/Divulgação/RS