Cogestão vai salvar a primeira rodada do Gauchão 2021

Com 11 regiões em bandeira preta, a primeira rodada do Campeonato Gaúcho poderia correr sérios riscos caso o modelo de Distanciamento Controlado fosse seguido a risca. A cogestão vai salvar a rodada de abertura do estadual, pois o estado manteve a decisão de os municípios adotarem medidas da bandeira vermelha.


Apenas duas cidades do Gauchão não estão em bandeira preta: Ijuí e Pelotas. As demais estão em regiões classificadas em bandeira preta: Porto Alegre, São Leopoldo, Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Novo Hamburgo e Erechim. Outra cidade envolvida na primeira rodada é Frederico Westphalen, que receberá a partida de estreia do São Luiz diante do Ypiranga, pois o rubro perdeu dois mandos. O município também está na cor preta.


O estado ameaçou tirar a cogestão devido à grave situação da pandemia, mas após encontro com os prefeitos, o executivo manteve o compartilhamento de decisões. Caxias do Sul, por exemplo, está na cogestão e autorizou o funcionamento de clubes profissionais com 25% dos trabalhadores. A prefeitura da serra também manteve a liberação de treinos e jogos envolvendo atletas profissionais, mas sem a presença de público.


No modelo original do Distanciamento Controlado, clubes esportivos em cidades com bandeira preta não podem funcionar e os jogos são proibidos. A cogestão flexibiliza as medidas, deixando para as prefeituras adotarem critérios da bandeira vermelha, onde jogos e treinos são autorizados.


Nesta terça-feira, durante entrevista a Rádio Bandeirantes, de Porte Alegre, o presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF) comentou sobre a situação da bandeira preta no estado. Luciano Hocsman informou que, no momento, nenhuma cidade impossibilitou a realização dos jogos da primeira rodada.


"A princípio, através da cogestão, não tivemos nenhuma informação da impossibilidade de alguma das cidades onde estão marcados os jogos da primeira rodada do Gauchão de receber os jogos. Nós temos um protocolo rígido de testagem", declarou à emissora da capital.