top of page

Dívidas, melhorias e reforços: Nova direção do Brasil-Pel faz balanço

A nova direção do Brasil de Pelotas completou um mês no comando do clube. Com alguns desafios, como quitar dívidas da temporada que terminou, os dirigentes concederam uma entrevista coletiva. O presidente Gonzalo Russomano Goñi, o vice de futebol Emerson Novelini, o vice financeiro Vilmar Xavier deram informações importantes. O executivo de futebol Luís Fernando também participou da entrevista. Confira os principais pontos:


PRIMEIRO MÊS DA DIREÇÃO

  •  Estamos há pouco mais de um mês, estamos começando a entender o Brasil na parte esportiva e de finanças. A parte de futebol começou agora a temporada. Estamos acertando a parte financeira, começando a procurar mais patrocínios e investimentos para uma saúde melhor ao clube.


DUAS BAIXAS NA DIREÇÃO

  • Foi uma coisa que aconteceu na sexta-feira. Um episódio de desencontro de informações do momento e acarretaram na saída dos diretores. Eles trabalharam muito com Brasil e não deixaram de trabalhar pelo Brasil, continuam ajudando a sanar algumas coisas que foram deixadas


DÍVIDAS COM EX-ATLETAS

  • Os patrocínios caíram bastante, pois sem futebol cai bastante. Temos um recurso de 10% do que tinha em época de sócios. Quando não tem jogos, os sócios saem também. Hoje o nosso maior recurso é o associado. Porque não pagamos o acordo dos ex-atletas da temporada que venceu em 15 de novembro? Nós esperávamos um recurso em outubro, mas veio no início de novembro. Esse recurso vai direto para o expediente da justiça trabalhista e no mês seguinte vem para o clube. Então teve esse desencaixe. É um valor bem alto. Herdamos praticamente quatro folhas de salários atrasados. Começamos agora outra folha dos atletas atuais. Mês que vem entra o recurso no caixa e vamos honrar a terceira parcela. A primeira e segunda foram pagas em dia.  


MELHORIAS BENTO FREITAS

  • Já pedi um tempo no nosso gramado, sem treinamentos e será respeitado pela comissão. Sobre a situação do Bento Freitas sobre escadas de fuga e iluminação. Já temos duas firmas conversadas para começar nos refletores. Temos orçamento para concertos de casamata, escadas de fugas e grades. Quando os bombeiros vem com a exigência, todos os anos tem que ser revisto. Acredito que não vamos passar por nenhum aperto nesta temporada sobre isso.


REFORÇOS PARA FECHAR O GRUPO

  • Estamos buscando no mercado atleta para somar aos daqui. É um time jovem, um perfil que a comissão gosta. Entendemos que precisamos de alguns atletas com histórico maior para dar um suporte aos jovens que têm qualidade. A história do Brasil a gente sabe. Alguns atletas não conseguem sustentar pela pressão da torcida, mas aqueles que conseguem se tornam referência.  


Imagem: Divulgação/TV Xavante

Comments


bottom of page