De volta ao Brasil, atacante gaúcho fala sobre temporada em Hong Kong

A temporada em Hong Kong paralisou na décima rodada, em virtude da pandemia do Coronavírus. Dentre os vários brasileiros que disputam o torneio, um gaúcho vem se destacando. Autor de quatro gols , em nove jogos - sua equipe está com uma partida pendente - e já há cinco anos no país, Everton retornou ao Brasil nessa pausa. Natural de Soledade, cidade a 200 km de Porto Alegre, o atacante do Eastern falou sobre o futebol honconguês. "São onze equipes disputando a primeira divisão. Meu clube é um dos principais do país. Já estou neste time há duas temporadas, defendi outros três times aqui (BC Rangers, Yuen Long e Won Tai Shin. São jogos muito disputados pois eles exigem muito do condicionamento físico. Além da Liga, temos outras três Copas no país, e Graças a Deus estamos no final de duas. A previsão de retorno da Liga é em agosto, mas o meu retorno ao país é em junho", disse. Everton quase largou o futebol e acabou jogando futebol amador até os 23 anos. Contudo, surgiu a oportunidade de tentar a sorte no futebol asiático. Hoje com 28 anos recordou o início. "Nas categorias de base eu tive uma passagem pelo Juventude, de Caxias e depois passei no Paranavaí, do Paraná, então depois sai para servir o exército onde fiquei um ano e depois já com 20 anos estava jogando apenas amador e com 24 anos tive a oportunidade de ir para Hong Kong para um teste. Fui aprovado e já estou a 5 anos. Já fui artilheiro na temporada retrasada, vice campeão também. É um país muito bom para se viver", comentou. Na Liga, a equipe de Everton ocupa a quinta colocação, com 16 pontos. a liderança é do R&F, que tem quatro pontos a mais e um jogo a mais.

Foto: Divulgação