Destaque do Caxias, Sodré lamenta desclassificação no estadual

No último sábado, o Caxias de Diogo Sodré derrotou o União Frederiquense por 3 a 0, com dois gols do meio-campista de 30 anos. Mesmo com a vitória, o time não conquistou a classificação para a próxima fase do torneio, já que o Brasil de Pelotas derrotou o Juventude e ficou com a última vaga.


Titular absoluto, Diogo está na artilharia da competição juntamente com Batista, também do Caxias, e Elias, do Grêmio. Todos com quatro gols. Além disso, o camisa 10 aparece com 2 assistências pelo Grená, o que despertou interesse de clubes da Série B, C. Além de times do Qatar, Arábia e Oriente Médio.


"Estou feliz e confiante com meu momento. Quando você bota uma meta, seu rendimento aumenta justamente com a concentração e o foco do trabalho. E foi isso que eu fiz, minha principal meta era jogar todos os jogos, depois, fazer quatro gols e dar o máximo de assistências possíveis. Nesse quesito, jogar bola é como qualquer outra profissão, você tem que saber que precisa de resultado", disse o atleta.


Com quatro vitórias em 11 jogos, o Caxias terminou a primeira fase do Campeonato Gaúcho na quinta posição. Mesmo com a não classificação, o clube garantiu vaga para disputar a Série D do Brasileirão em 2023, competição que já disputa em 2022.


"Não tenho problema nenhum em admitir que deixamos pontos escapar em alguns jogos bestas e isso refletiu aqui na frente. Ficar de fora por 1 ponto, parece que é muito pior, mas nosso time é muito bom, um dos melhores do campeonato, é um elenco sem vaidade. Tenho certeza que seremos capazes de aprender com nossos erros para fazer uma boa Série D", finalizou.


Agora, o Caxias segue treinando para jogar o Campeonato Nacional. A estreia será no dia 17 de abril, fora de casa, contra o Azuriz-PR.


Foto: Luiz Erbes/S.E.R.Caxias