Ele já parou Ronaldinho! Quem é o técnico que pode dar o acesso ao Caxias?

Natural de Rio Verde, em Goiás, e com sotaque mineiro, Thiago Carvalho de Oliveira pode entrar para a história do Caxias. Nas suas mãos, a possibilidade dar o primeiro acesso nacional da história do grená.


O treinador é um desconhecido do Rio Grande do Sul. Ex-jogador, o profissional é o atual campeão da própria Série D. Em 2021, ele levantou a taça com a Aparecidense-GO. O time de Goiás também foi o seu primeiro como treinador. Pelo terceiro ano seguido, Carvalho chega ao jogo do acesso, duas com o time goiano e, agora, com Caxias. No próximo domino, o grená enfrenta o América-RN, na Arena das Dunas. No jogo de ida, vitória por 1 a 0. O time gaúcho joga pelo empate para subir.


TRAJETÓRIA


Com 34 anos, Carvalho é um dos mais jovens treinadores do Brasileirão. Ele assumiu o Caxias no lugar de Luan Carlos, também goiano, que deixou o Centenário para treinar o Brusque, na Série B do Brasileirão.


A carreira de Thiago Carvalho como treinador é recente. O grená é seu segundo clube. Contudo, ele carrega uma experiência grande como atleta. Em 2018, o profissional pendurou as chuteiras. Nas quatro linha, Carvalho era zagueiro. O seu auge foi em 2012, quando defendeu as cores do Cruzeiro, daí o forte sotaque mineiro. Em 22 jogos, atuou o Campeonato Brasileiro da Série A.


Em 12 anos dentro de campo, Carvalho teve jogos marcantes, como o clássico contra o Atlético Mineiro. O duelo na Arena Independência era válido pela 38ª Rodada do Brasileirão 2012. No ano seguinte, o Cruzeiro viria a ser tricampeão. Naquele jogo, o defensor tinha missão de parar Ronaldinho Gaúcho. Em entrevista ao programa Show dos Esportes, da Rádio Gaúcha Serra, Carvalho comentou sobre a partida histórica. Além de defender, também foi o autor do passe para o gol de Everton, na virada do Cruzeiro em 2 a 1.


"Foi espetacular. Não era o Ronaldinho daquela época toda, mas era o Ronaldinho com história. Eu era jogador que estudava muito o adversário, na parte ofensiva. Tinha jogadas que só de ver conseguia eliminar. Fiz dois grandes jogos contra o Atlético. Nesse jogo dei um passe para um gol. Isso é marcante e jogar contra um jogador deste nível é gratificante", contou Thiago Carvalho.


A partida terminou com vitória do galo por 3 a 2. O Atlético era comandado pelo técnico Cuca. O Cruzeiro tinha um gaúcho no comando, Celso Roth.


Foto: Luiz Erbes/Divulgação/Caxias