Elma Lima, funcionária mais antiga, se despede do Juventude

Todo ciclo que se inicia, um dia precisa chegar ao fim. Após 28 anos de muito esforço, dedicação, companheirismo e comprometimento, Elma Lima, funcionária mais antiga do Verdão, se despediu do Juventude. Como forma de agradecimento, o clube entregou uma placa e preparou uma surpresa especial. A profissional encerrou o ciclo da melhor forma possível, após construir ao lado do Juventude uma bonita história pessoal e profissional. Elma chegou ao Ju em 1993, esteve nos principais momentos da história Alviverde e sempre se destacou pelo profissionalismo. Agora, poderá finalmente aproveitar sua aposentaria morando no litoral do Rio Grande do Sul, como vinha planejando já há alguns anos.


Responsável pela parte financeira e de contabilidade, Elma relembrou grandes momentos dentro do clube. “Foram 28 anos de glórias e lágrimas. Um momento inesquecível para mim, foi a conquista do Brasil, em 1999. Em 2016, retornamos à segunda divisão, mas a maior emoção estava por vir. Em 2020/21, todas as preces e o trabalho duro de todos fizeram o Verdão brilhar novamente. O que mais me fez feliz foi que consegui estar aqui ainda, para ver o nosso Ju voltar à elite, ao lugar que ele merece quando pensamos na dedicação e no amor de todos”.


Elma também agradeceu pelos momentos vividos dentro do clube. “Agradeço as diretorias que acompanhei, colegas e amigos que fiz nestes 28 anos, pois me deram oportunidades e acreditaram no meu profissionalismo. Juventude agora faz parte da minha história. História que construí com a confiança de todos e com o respeito como profissional e como pessoa. Desejo muitas conquistas ao Juventude e aos colegas e amigos que fiz nessa jornada. Obrigada por fazerem parte da minha vida, levo cada um no coração”.


Foto: Gabriel Tadiotto/E.C.Juventude