Em jogo de 4 expulsões, Ypiranga sofre virada nos acréscimos e perde a 2ª seguida

O Ypiranga não vive uma boa arrancada no quadrangular decisivo da Série C do Brasileirão. Após perder para o Paysandu, em Belém, com gol de pênalti inexistente, o time não conseguiu a reação em casa na segunda rodada.


Jogando no domingo à noite, no estádio Colosso Da Lagoa, o canarinho parecia se encaminhar para uma vitória tranquila. O primeiro tempo terminou 2 a 0 para o time gaúcho contra o Londrina. Contudo, o segundo tempo foi do adversário.


O Ypiranga teve quatro expulsos, três jogadores e o técnico Celso Teixeira. Aos 25 minutos, Zé Mário se desentendeu com o adversário dentro da área do time da casa. Para o árbitro houve agressão e deu o segundo amarelo para o lateral esquerdo, que foi expulso.


Neste momento, uma confusão se formou. O atleta Neto Pessoa também acabou expulso por suposta agressão ao árbitro. Os jogadores do Ypiranga cercaram o trio e a Brigada Militar teve de entrar em campo. O Londrina reclamou de pênalti, mas o juiz não assinalou, pois a bola já estaria fora de jogo. Antes da confusão, o jogador Muriel já tinha sido expulso por segundo cartão.


O gol da virada do time paranaense veio aos 50 minutos. Com a derrota, o Ypiranga ocupa a lanterna do quadrangular com nenhum ponto. No próximo final de semana, a equipe gaúcha enfrenta o Remo, líder do grupo com 4 pontos, também no Colosso, às 20h.


Imagem: Reprodução/DAZN