Ex-volante Dema fala sobre o começo da carreira como treinador

Aos 36 anos, o volante William de Mattia, conhecido como Dema, iniciou a carreira de técnico de futebol profissional. Após anos dentro das quatro linhas, com passagens por clubes gaúchos como Juventude e São Paulo, Dema começou bem a nova fase. No comando do Nova Mutum, do Mato Grosso, ele já foi campeão da Série B regional e garantiu o acesso para a elite do futebol do estado.


O site peleiafc.com conversou com Dema sobre esse novo momento. Conforme o profissional, a decisão de parar de jogar não foi fácil. Ele destaca que ficou dois anos trabalhando na base antes de assumir um grupo principal.


"Não foi uma decisão fácil, mas com minha família decidimos em conjunto. Logo após alguns dias já estávamos no futebol novamente treinando uma equipe de base. Após 2 anos treinando e aprendendo nas categorias de base, tive o convite da direção do Nova Mutum E.C. para assumir o desafio de ser treinador da equipe profissional com o objetivo de ter o acesso à primeira divisão do mato-grossense", explicou.

Pelo futebol brasileiro, ele também tem experiência, com passagens por Gama, Santa Cruz-PE e Figueirense. No cenário internacional, atuou na Grécia e vestiu a camiseta de quatro clubes na Finlândia. Ele revela que esse período na Europa o ajudou muito na carreira a beira do campo.


"Joguei durante 12 anos na Europa, na Grécia e na Finlândia. Taticamente, tecnicamente e mentalmente esses 12 anos na Europa me ajudaram muito como atleta e agora como treinador", contou.

O treinador afirma que aprendeu com todos os seus técnicos durante o tempo de jogador. Ele salienta dois pontos principais dos ensinamentos, a parte tática e a gestão de grupo de pessoas. Dema já renovou seu contrato com o time de Mato Grosso e seguirá para mais uma temporada. Ele também dividiu a conquista a Série B do Mato Grosso com os demais integrantes do clube.


"Foi o resultado de um trabalho bem feito por todos os atletas, direção, comissão. Costumo dizer que futebol é uma engrenagem onde tudo tem q funcionar bem para termos a eficácia dentro de campo. Muitas vezes quando se atinge os objetivos as pessoas lembram só do treinador ou atletas. Nós compartilhamos esse sucesso com todos do clube desde pessoal da limpeza até ao nível executivo do clube. Só tenho a agradecer a todos," finalizou.


Vale destacar que este é o primeiro ano do Nova Mutum no futebol profissional. Dema é um dos treinadores mais jovens do Brasil a ser campeão em 2019.


Foto: Comunicação NMEC/Assessoria