top of page

Executivo avalia nível do Gauchão e destaca equipes do interior

Com o fim da primeira fase do Campeonato, muitos clubes também começam a fazer suas avaliações projetando o restante da temporada. O Gauchão é apenas o começo de um ciclo, que ainda tem muito pela frente em 2023. Apenas duas equipes do interior seguem na disputa do título estadual, Caxias e Ypiranga.


Profissional que conhece bem o futebol gaúcho do interior e já fez grandes trabalhos no Rio Grande do Sul, o executivo de futebol Renan Mobarack analisou o estadual de 2023. Ele destaca a força de três equipes do interior.


- Tenho observado um campeonato muito disputado, com um nível técnico intermediário, pois vejo os dois grandes muito à frente dos demais e 3 times do interior que se destacaram dos demais, Ypiranga, Caxias e Juventude (que recuperou-se nas últimas rodadas e encostou no pelotão dianteiro). Devido à Copa do Mundo ter sido realizada no final de nossa temporada, isso proporciona a dupla Gre-Nal dar férias e realizar suas pré-temporadas com tempo. Assim jogaram o Gauchão desde a 1ª rodada com suas equipes principais, o que diminuiu a “vantagem” física e de entrosamento dos clubes do interior. Mas considero o nível intermediário, principalmente a partir do 6º colocado até o 12º,nível parecido demais - destacou o executivo.


FUTEBOL GAÚCHO E OUTROS CENÁRIOS


Com experiência fora do estado em outras divisões nacionais, Renan também fez uma análise do atual cenário com outras regiões do país. Hoje, o estado tem um representante da Série B, dois na Série C e três na D.


- Vejo nosso Futebol Gaúcho necessitando voltar um pouco mais às suas origens, porque vejo outros campeonatos se desenvolverem, serem atrativos e muito disputados. Se compararmos com outros centros, vejo em ordem de excelência, o Paulista, Carioca, Mineiro, Catarinense e Paranaense em muito bom nível e outros em pleno desenvolvimento como o futebol, como Amazonense, Cearense, Pernambucano e outros se desenvolvendo muito, seja no nível competitivo, seja no nível técnico e até em nível estrutural, com bons estádios e campos de jogo, algo que possibilita (não só salários) buscar atletas e profissionais de bom nível - contou.


GAÚCHOS NA B, C E D


O executivo também projetou o restante da temporada. O Juventude estará na Série B do Brasileirão e passa por um período de reformulação no seu departamento de futebol, técnico e de jogadores. Já Ypiranga e São José tem uma Série C pela frente com nível técnico mais elevado. Por outro lado, o Caxias vai para mais uma Série D depois de ter batido na trave de subir em 2022 e terá Brasil-Pel, Aimoré e Novo Hamburgo.


Para Mobarack, após o Gauchão as projeções em geral ficam prejudicadas, pois os clubes de séries B,C e D buscam reforçar seus elencos com atletas que se destacam nos estaduais. Ele também fez uma projeção das equipes gaúchas.


- Vejo o nosso representante da Série B nacional, o Juventude, fazer uma reformulação em seus quadros (direção de futebol, comissão técnica e jogadores), nossos representantes na C (Ypiranga e São José), buscando retomar a possibilidade de disputa efetiva pela classificação à 2ª fase da competição, e nossos representantes na Série D (Brasil, Caxias, Novo Hamburgo e Aimoré), tentando um acesso, tendo cada um suas dificuldades. A CBF aumentou os valores correspondentes a cada série nacional e chegar no mínimo a Série C é a certeza de manutenção de calendário é um valor considerável para a disputa do brasileiro. Sorte aos nossos representantes nas séries nacionais - finalizou.


Imagem: FGF TV/Reprodução

Commentaires


bottom of page