Executivo gaúcho assume o Joinville

Sábado (27), às 18h, está marcado o reencontro entre a torcida e o Joinville. Após cinco meses sem entrar em campo, o JEC recebe o Marcílio Dias pela primeira rodada da Copa Santa Catarina 2022.


A volta aos gramados do JEC terá um gosto especial para um pelotense de coração: Tiago Borges, Executivo de Futebol do clube. Apesar de ter nascido em Piratini, foi em Pelotas que Borges viveu maior parte da vida e deu início na carreira como gestor de futebol. Depois trocou a Princesa do Sul pela Arena Joinville.

Agora, após diversas temporadas dentro do JEC - onde atuou por diferentes funções incluindo a base e o profissional - Borges irá para a primeira competição como o homem do futebol do tricolor. Passou e passa diretamente pelo executivo a reestruturação do Departamento de Futebol, assim como a montagem do elenco e da comissão técnica. É por pertencer à casa e saber do tamanho do JEC, que Tiago destaca a responsabilidade que assumiu em abril e que tem o primeiro encontro com o torcedor neste sábado.


"Especialmente pelo tempo de clube e pela responsabilidade, o reencontro com a torcida será um momento especial. Mas estamos confiantes que tudo ocorrerá da melhor maneira possível e esperamos que tenha um bom número de torcedores na Arena, principalmente pelo fato de o clube não entrar em campo desde o estadual", afirmou o Executivo.


Os processos de trabalho foram estabelecidos e cumpridos em todas as etapas. O elenco foi formatado com boa parte dos atletas que conhecem a competição e o futebol catarinense. Vários também disputaram as competições nacionais este ano, incluindo Série A e B do Brasileiro, e chegaram com ritmo competitivo para treinarem junto ao técnico Jerson Testoni. Toda a montagem do grupo seguiu uma regra clara: respeitar o orçamento do clube.


"A preparação, a montagem do elenco começaram bem antes até da contratação do treinador, desde de abril, juntamente com o Luciano (analista) realizamos uma análise minuciosa de mercado. Assim que ficou definido o orçamento para Copa Santa Catarina, definindo o valor para a montagem do elenco e o fechamento com treinador (Jerson Testoni), iniciamos de fato os contatos e fechamos as contratações", contou Borges que ainda completou:


"A montagem foi feita com os pés no chão, a questão econômica do clube sempre foi colocada em primeiro lugar. Mas mesmo assim conseguimos fechar com nomes até acima do havíamos planejados inicialmente".


Foto: Assessoria/Joinville