Fórmula: Mudança drástica no Gauchão 2020 gera polêmica

O presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), Francisco Novelletto já se manifestou publicamente sobre os planos da CBF quanto aos estaduais. Nos últimos meses ganhou força nos bastidores que os estaduais estavam com os dias contados devido ao desinteresse da televisão. Conforme o dirigente gaúcho, haverá uma nova redução de datas nos estaduais, deixando os torneios mais curtos. Contudo, Novelletto foi enfático ao dizer que nem a CBF e nem a Rede Globo querem acabar com os estaduais. A única questão é que a TV quer mais emoção para vender pacotes na tv fechada. Assim, uma mudança de fórmula no Gauchão será inevitável, já que o atual contrato tem uma cláusula que os direitos de transmissão podem não ser renovados a partir do final de 2019.


POSSÍVEL FÓRMULA


A ideia central do presidente é dar mais tempo de pré-temporada a dupla Gre-Nal e ao Brasil de Pelotas, pois têm o Brasileirão das Séries A e B. Assim, Grêmio, Inter e Xavante começariam o estadual no dia 10 de fevereiro. Os outros 9 clubes formariam dois ou três grupos. Essa primeira fase começaria em 3 de janeiro e se estenderia até 10 de fevereiro, classificando cinco times. O campeão da primeira fase ganharia vaga na Copa do Brasil e o vice ficaria com a Série D. Os cinco classificados, mais a dupla Gre-Nal e o Brasil de Pelotas formariam dois grupos com 4 clubes. Um grupo enfrentaria o outro em turno e returno. Os dois melhores de cada grupo iriam para as semi-finais e os vencedores disputariam a final.


OPINIÃO DOS TORCEDORES


Logo que a notícia foi divulgada, muitas opiniões surgiram nas redes sociais. No perfil do site peleiafc.com, no facebook, torcedores se mostraram contrários a ideia do presidente da FGF. A principal alegação é que os nove clubes teriam apenas um mês de campeonato, pois o Gauchão seria divido em duas fases para contemplar a dupla Gre-Nal e o Brasil.


Outros torcedores defendem uma mudança mais radical com a extinção da Divisão de Acesso, Terceirona e da Copinha no segundo semestre. Assim, a ideia seria criar um pré-Gauchão com os clubes do interior ocupando o calendário quase que o ano inteiro, classificando os nove times para fase principal de grupos do Gauchão 2020, seguindo a fórmula do Novelletto.


Foto: Tiago Nunes/Peleia FC