Futsal Gaúcho voltará a ser unificado em 2021

A novidade foi finalmente confirmada pela Liga Gaúcha de Futsal e pela Federação Gaúcha de Futsal (FGFS), após uma série de reuniões e diálogos entre dirigentes das duas entidades e de encontros virtuais com os clubes do futsal gaúcho. A perspectiva é de que as competições unificadas iniciem em junho deste ano. A forma de disputa, no entanto, ainda dependerá das confirmações dos clubes interessados.


"As conversas para a reunificação do futsal aconteceram de maneira clara e célere, quando o senhor Vianei (Vianei Hammes, presidente da FGFS) nos procurou, fez acreditando que não existia outro caminho para o futsal gaúcho. E, ao nos apresentar a forma como enxergava essa reunificação, entendemos que a nossa obrigação era estarmos abertos para contribuir com a iniciativa e não medir esforços para que ela se concretizasse", diz o presidente da Liga, Nelson Bavier.


Para o presidente da FGFS, Vianei Hammes, a unificação é um reparo histórico.


"Significa consertar o que não deveria ter sido separado. A ideia é reestruturarmos a FGFS, restabelecer a união dos clubes, deixar as vaidades no passado e fazer uma entidade transparente e organizada. Foi uma união consolidada por pessoas verdadeiras, que vivem e conhecem o futsal, e que juntos querem o bem estar da modalidade, com uma competição única e bem organizada", valoriza Vianei Hammes.


Os ajustes para a definição da elite e das demais divisões estão em pleno andamento. Uma série de debates incluindo os clubes têm sido promovidos nos últimos dias, e seguirão. A proposta é que a competição principal envolva os clubes da elite da Liga Gaúcha mais os clubes da Série Ouro da Federação. Da mesma forma, nas divisões inferiores, no feminino e nas categorias de base.


"Ainda não temos o formato de disputa, porque precisaremos ter a certeza de quantas equipes jogarão, levando em consideração que ainda temos a questão sanitária que dificulta o planejamento de todos, e seremos o mais justo possível neste processo de unificação", explica Bavier.


Com o Gauchão, o Rio Grande do Sul manterá a tradição de ter equipes na Taça Brasil e demais competições nacionais que envolvam a classificação regional. Terá ainda a representação no Brasileiro de Ligas.


"Teremos uma competição atraente, que desperte o interesse de novos parceiros e da mídia pelo futsal", define o presidente da FGFS.


Fonte: Liga Gaúcha

Foto: Divulgação/Liga Gaúcha