Gauchão: Estádios terão raio de isolamento de até 500 metros para evitar aglomerações

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) e a Federação Gaúcha de Futebol (FGF) se reuniram no final da tarde desta quarta-feira (15/7), por videoconferência, para alinhar ações referentes à retomada do Campeonato Gaúcho, autorizado pelo governo do Estado na semana passada. Além do vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, e do presidente da FGF, Luciano Hocsman, participaram integrantes das áreas técnicas das duas instituições.


No encontro, a FGF apresentou à SSP uma proposta de protocolo de isolamento para evitar a aglomeração de torcedores em torno de estádios que venham a receber os jogos, garantindo o cumprimento do distanciamento social, necessário à prevenção da Covid-19.


O presidente da entidade agradeceu a permanente disponibilidade de diálogo por parte do Executivo estadual e destacou a importância do planejamento integrado com o poder público. "Quero registrar que o governo do Estado está de parabéns pelo trabalho corajoso feito no controle de toda essa situação. É fundamental contarmos com a experiência dos órgãos da Segurança para termos as orientações corretas e podermos assegurar a tranquilidade nessa retomada", afirmou Hocsman.


O vice-governador ressaltou a importância do alinhamento entre todos os órgãos envolvidos diante das dificuldades impostas pela pandemia do novo coronavírus. Ranolfo designou a chefia de gabinete da SSP como ponto focal para interlocução com a entidade esportiva. Ficou agendada para a quinta-feira (16/7) nova reunião com a chefia da Polícia Civil e os comandos-gerais da Brigada Militar e do Corpo de Bombeiros Militar para tratar do planejamento operacional.


"Vamos atuar para que tenhamos uma ação de sucesso, nos moldes do que já tivemos recentemente com a Copa América, que gerou inclusive reconhecimento público por parte do governo federal e da Conmebol", afirmou Ranolfo.


Ele destacou ainda que a expectativa em torno da retomada da competição e a previsão meteorológica para as próximas semanas, que indica tempo firme, ampliam a necessidade de uma atuação responsável dos envolvidos para evitar aglomerações.


"Acompanhei o empenho da FGF em conciliar as posições dos times e providenciar todas as medidas para a proteção da saúde dos atletas e funcionários dos clubes. Então, não tenho dúvida de que a federação agirá com toda responsabilidade para que tenhamos os meios necessários à garantia da proteção de todos", disse o vice-governador.


O plano apresentado pela FGF prevê a delimitação de um perímetro entre 300 e 500 metros no entorno dos estádios, chamado de safezone, para bloquear qualquer circulação de pessoas que não trabalhem diretamente na realização das partidas. A entidade informou que está em contato com uma empresa para o fornecimento de gradis e que terá equipes de segurança privada para atuar nos locais.


Além disso, a federação produziu uma campanha publicitária com a participação de jogadores dos clubes que disputam o Gauchão, com a intenção de reforçar para os torcedores que eles não devem se deslocar aos estádios. A veiculação da campanha está prevista para começar no sábado (18/7).


O presidente da FGF destacou o papel essencial da imprensa para reforçar o recado aos torcedores. "O Grenal da reabertura será transmitido pela TV aberta, e os meios de comunicação serão grandes parceiros para levar o Gauchão à casa dos gaúchos. Por isso, é fundamental que os torcedores sigam as orientações de prevenção à Covid-19 e fiquem em casa. Não façam qualquer aglomeração", enfatizou Hocsman.


As áreas técnicas da SSP e da FGF darão sequência ao planejamento operacional para definição de efetivos, materiais e perímetro necessário em cada uma das sedes dos jogos, ainda a serem confirmadas pela federação.


Para alinhar a atuação dos órgãos de fiscalização municipal, representantes das prefeituras também serão agregados no planejamento. Os trabalhos ainda vão contar com participação do Juizado Especial do Torcedor, por meio do Ministério Público e do Tribunal de Justiça do Estado, que estarão presentes para autuar eventuais descumprimento às determinações de segurança.


Foto: Juliana Bianchessi/Ascom GVG