Goleiro agradece doações do "time da solidariedade"

No mês de novembro, o site peleiafc.com mostrou o drama vivido pelo goleiro Jonatas Cunegatto. No futebol desde 1995, quando ingressou nas categorias de base do Grêmio, ele passou por diversos clubes do interior. Após 25 anos dentro dos gramados, o arqueiro se aposentou. Com 41 anos, o ex-camisa um mobilizou diversos atletas nas redes sociais devido a um problema de saúde que enfrenta.


Por causa do excesso de anti-inflamatórios em sua carreira, Jonatas está com os rins comprometidos e trava uma batalha para voltar a sustentar sua família. Ele está fazendo tratamento e mostra boa evolução. O ex-atleta chegou a ter cerca de 13% dos rins funcionando.


O jogador Jessé Costa realizou uma campanha de doação nas redes sociais. Foram arrecadados R$ 20.500,00. O dinheiro servirá para auxiliar Cunegatto no tratamento.


"Muito obrigado a todos que colaboraram de alguma forma em nossa Campanha para nosso amigo e irmão @jonatascunegatto . Foi arrecado mais de 20.500,00 reais que será utilizado para o tratamento e manutenção da família neste momento delicado. Com fé em Deus que no final vai dar tudo certo e vamos compartilhar mais um grande testemunho. Fica aqui a lição que um pouco de cada um vira muito e Deus usa pessoas para abençoar pessoas", declarou Jessé.


O jogador Athos também realizou outra frente de doações, que ainda não foi finalizada. As doações seguem até o dia 24 de dezembro pela chave pix (e-mail) athosdalasta@hotmail.com ! Ele já atingiu o valor de R$ 4.500,00, que também será repassado ao ex-goleiro no dia 25 de dezembro.


Nas redes sociais, Jonatas gravou um vídeo agradecendo todas as doações e fez um alerta para quem é do esporte devido ao uso excessivo de anti-inflamatórios.


"Quero dizer que vocês vão fazer a diferença no meu tratamento. Quero agradecer a todos que entraram em contato comigo. Aqui fica meu muito obrigado. Aproveitando, gostaria de deixar um alerta para quem pratica esporte. Que tenha cuidado com medicação, suplementação. Quem não sabe, a minha doença aconteceu por causa do excesso de anti-inflamatórios e suplementação. Não estou aqui culpando ninguém. A única culpa foi a falta de conhecimento da minha parte tendo esse conduta, tendo o medicamento como uma forma de evitar dor, lesões e não ter o cuidado de fazer da forma correta", declarou Conegatto.