Governador vai analisar na sexta-feira realização de jogos do Gauchão e final da Copa do Brasil

Diante do crescimento exponencial de contágio de coronavírus e do pico de internações em leitos hospitalares desde o início da pandemia, o que já levou ao esgotamento de UTIs em algumas regiões, o governo do Estado decidiu, nesta quinta-feira (25/2), ampliar as restrições para preservar vidas.


A principal medida anunciada pelo governador Eduardo Leite é a suspensão temporária do sistema de cogestão regional, o que obrigará os municípios a adotar os protocolos da bandeira apontada pelo Distanciamento Controlado a partir de sábado (27/2). Além disso, a vigência do mapa da 43ª rodada será antecipada para sábado, colocando todo o Rio Grande do Sul em bandeira preta, nível mais grave do sistema gaúcho de enfrentamento à pandemia.


“Tivemos um crescimento muito forte e sem precedentes nas internações em leitos clínicos e de UTI, por isso, é tão importante que alinhemos medidas mais restritivas, e precisamos dos prefeitos agora. Não dá para pagar para ver a partir das medidas já adotadas essa semana. Elas foram importantes, sem dúvida nenhuma, mas precisamos avançar na direção de uma efetiva conscientização coletiva de que não estamos dentro da normalidade. E para dar esse golpe na taxa de contágio, precisamos ser mais restritivos desde já”, anunciou o governador durante reunião com prefeitos representantes das 27 associações regionais de municípios.


FUTEBOL NA PAUTA DO GOVERNADOR NA SEXTA-FEIRA


O site peleiafc.com procurou a assessoria de imprensa do governador para saber quanto a realização da primeira rodada do Gauchão e a final da Copa do Brasil. Ambos os eventos serão no final de semana, quando entra em vigor as novas medidas. Segundo a assessoria, Eduardo Leite irá se reunir na sexta-feira para analisar a realização dos jogos.


"O governador afirma que o problema não é a partida em si, mas o que ela gera, com aglomerações de torcedores e etc. Amanhã, será analisada a possibilidade de permitir ou não a realização da partida no domingo, 16h. A rodada do Gauchão entra na mesma lógica: será analisada a viabilidade amanhã", diz a nota do estado.


Na bandeira preta, o modelo do distanciamento controlado não permite o funcionamento de clubes esportivos. Treinos e jogos não podem ser realizados. A cogestão permitia a realização das atividades mesmo em bandeira preta. Contudo, com a suspensão da medida, a primeira rodada fica ameaçada.


O departamento de futebol profissional da Federação Gaúcha de Futebol (FGF) afirma que, até o momento, a primeira rodada segue mantida.


Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini