top of page

Interior tem destaque na Seleção do Gauchão

A Federação Gaúcha de Futebol - FGF divulgou os Melhores do Gauchão. A seleção, feita a partir dos votos dos associados da Associação dos Cronistas Esportivos Gaúchos - ACEG, elegeu jogadores, treinador, arbitragem e dirigente. Também foram reconhecidos os desempenhos individuais, com destaque para os artilheiros, craque e goleiro menos vazado, além da equipe Fair Play, com menos cartões durante a competição.


Foram 76 partidas disputadas entre 20 de janeiro e 06 de abril, quatro a mais que a edição anterior, pois neste ano tivemos o acréscimo da fase de quartas de final, em jogo único. Nesta temporada, o Grêmio repetiu o feito histórico dos anos 60 e conquistou o heptacampeonato gaúcho. Além do triunfo na competição, os gremistas dominaram a seleção, com 5 representantes: Kannemann, Villasanti, Cristaldo, Gustavo Nunes e Diego Costa. Com seis gols, Cristaldo e Diego Costa foram os artilheiros do Gauchão. O atacante do Tricolor ainda foi escolhido o craque da competição.


O Juventude, vice-campeão, teve 3 representantes: João Lucas, Zé Marcos e Caíque. Campeão do Interior, o Caxias teve o lateral-esquerdo Dudu Mandai entre os melhores. Completaram a Seleção, o goleiro Rodrigo Mamá e o técnico Wiliam Campos, do Guarany, e o meio-campista Alan Patrick, do Internacional.


O Inter contou ainda com o goleiro menos vazado do campeonato: Anthoni, que sofreu apenas sete gols. Já o São Luiz, pelo terceiro ano consecutivo, foi o time que menos recebeu cartões: 21 durante toda a competição. Representando a arbitragem gaúcha, o árbitro Rafael Klein e a árbitra assistente Maíra Mastella Moreira foram os escolhidos. O melhor dirigente foi Tato Moreira, presidente do Guarany de Bagé.

Comments


bottom of page