Joia do Três Passos, atacante é vendido por 8 milhões de euros para time Francês

Natural de Soleânea, no interior da Paraíba, o jovem Luis Henrique ganhou o mundo através do Três Passos. Por meio de uma parceria com o investidor Sandro Becker, o clube gaúcho tem realizado um trabalho sério e competente na formação de jovens atletas.


Todo o investimento nas categorias de base é a longo prazo e o primeiro fruto deste trabalho veio neste ano. Após empréstimo ao Botafogo, do Rio de Janeiro, o atleta de apenas 18 anos foi vendido ao Olympique de Marselha, da França.


O Três Passos tinha 60% dos direitos econômicos do atacante e o clube carioca 40%. Em recente depoimento à Botafogo TV, o presidente da estrela solitária disse ser uma rende importante ao clube para honrar os compromissos até o fim do ano.


"Esse jogador gerou uma renda fabulosa ao clube, que está nos permitindo chegar ao final do ano. Quem conduziu o negócio foi o presidente do TAC, o Botafogo não tinha condição de fazer nada... Nós protegemos o dinheiro o tempo todo com o risco de penhoras e vários problemas que poderiam surgir, por isso só estamos falando hoje. Agora o dinheiro já entrou e os compromissos foram saldados", afirmou Carlos Augusto Montenegro à Botafogo TV.


O Botafogo também afirmou em nota que o Clube negociou para receber 3.904.362,95 euros e ficar com 5% dos direitos e não ter que pagar a bonificação de R$ 1 milhão (156 mil euros) ao atleta. Com a cotação atual do euro, isso significa mais de R$ 25 milhões para o time carioca. É a maior transação da história do Botafogo.


O site peleiafc.com entrou em contato com o presidente do Três Passos. Rogério Becker confirmou a finalização do negócio. Ele afirmou que o contrato de venda já foi assinado. O valor é total é de 8 milhões de euros.


"O Sandro está seis anos com o projeto Futebol com Vida, nesse tempo não teve nenhum um negócio de venda de jogador para qualquer equipe. Então tu imagina os custos e em 2018 nós tínhamos em torno de 68 atletas alojados e 18 funcionário. Sandro tem contrato com o TAC se não me engano até 2026 e o TAC tem 5 % na venda de qualquer atleta ou negociação que envolva valores", revelou o dirigente.


Sendo assim, o Três Passos tem 5% da negociação realizada com o time Francês. Com a negociação de 8 milhões de euros, o time gaúcho ficaria com cerca de 2 milhões de reais.


Rogério Becker disse ainda que o mais importante do projeto a formação do jovem como um todo. O foco não é somente formar o atleta profissional, mas o cidadão com valores da vida, por isso o nome do projeto "Futebol com Vida".


"Mas o mais importante é que o atleta que não consegue se firmar como profissional e sai do clube com uma mentalidade bem acima, porque aprende a valorizar muitos ponto que temos como prioridade: honestidade, comprometimento e ser pessoas do bem", explicou.

Foto: Vitor Silva/Botafogo/Divulgação