Juventude apresentou sete reforços na janela de transferências

Para tentar uma reação no Campeonato Brasileiro, o Juventude contratou sete reforços na abertura da janela de transferências do Brasileirão. Lanterna da competição, o técnico Umberto Louzer ainda tenta encontrar a melhor formação da equipe com as novas peças para não aumentar a distância para sair do Z4, que hoje é de seis pontos. Confira os nomes anunciados pelo clube:


FELIPE PIRES


O atacante foi contratado até o final da atual temporada junto ao Dinipro-1, da Ucrânia. Felipe Pires fez a sua estreia pelo Verdão no último final de semana, entrando na segunda etapa diante do América-MG, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ele falou sobre a adaptação ao clube e aos companheiros de vestiário. No Brasil foi formado nas categorias de base do Red Bull Brasil, além de defender Palmeiras e Fortaleza, no profissional.


RENATO CHAVES


O zagueiro estava no Al-Batin, da Arábia Saudita, e assinou contrato até o final da atual temporada com o clube Jaconero. No futebol brasileiro, Renato Chaves iniciou nas categorias de base do Corinthians e pelo clube, conquistou a Copa do Brasil, em 2009. Ainda passou por Bahia, Figueirense, Portuguesa, Athletico e Náutico. Mas foi pelo Fluminense que Renato Chaves viveu um grande momento na carreira. No clube carioca permaneceu por três temporadas e acumulou mais de 83 jogos. Fora do Brasil, Renato defendeu Al-Wehda e Al-Batin, ambos da Arábia Saudita.


PEGORARI


O goleiro de 31 anos estava no Ituano, assina contrato com o Verdão até o final de 2023. Ele iniciou sua carreira nas categorias de base do Palmeiras, mas foi pelo Guarani, nas temporadas 2015 e 2016, que atleta ganhou destaque. Após passagens por clubes do interior paulista, como Linense, Portuguesa e Botafogo (SP), o goleiro chegou ao Ituano, em 2019. Pelo clube, Pegoriari permaneceu por quatro temporadas e somou mais de 120 jogos, marcando seu nome na história com o título da Série C.

ANDERSON LEITE


O volante de 29 anos iniciou sua carreira nas categorias de base do Iraty (PR), mas foi pelo Londrina que o jogador ganhou visibilidade no cenário nacional. Destaque para a temporada 2014, onde ajudou a equipe a conquistar o título estadual. Em 2015, o volante transferiu-se para o Atlético Goianiense e, em 2016, foi contratado pelo Saprissa, da Costa Rica, onde permaneceu por duas temporadas.


Em 2018, retornou ao Londrina. Em 2020, chegou a Chapecoense e além de campeão estadual, conquistou a Série B do Campeonato Brasileiro. No clube catarinense permaneceu por duas temporadas e somou mais de 70 paridas. Anderson iniciou esta temporada defendendo o Juárez, do México.

YGOR NOGUEIRA


Zagueiro de 27 anos, ele assina contrato de empréstimo com o Verdão até o final da temporada. Cria de Xerém, Nogueira fez sua formação como atleta nas categorias de base do Fluminense e foi no clube carioca que, no Brasil, jogou o maior número de temporadas. No país atuou ainda por Figueirense, onde foi campeão catarinense e CRB. Em 2019, transferiu-se para o Gil Vicente, de Portugal, onde permaneceu por duas temporadas. Em 2021, chegou ao Mazatlán, do México, permanecendo até a atual temporada. Nogueira destaca-se pela imposição, bom jogo aéreo e combatividade.


VITOR LEQUE


Em acordo de empréstimo com o Cruzeiro, o departamento de futebol do Juventude trouxe o atacante Vitor Leque, 21 anos. Natural de Cuiabá (MT), o atleta tem passagem pelas categorias de base do Internacional e Atlético Goianiense, onde se profissionalizou, chamando a atenção de outros clubes, como o Cruzeiro, onde atuou na equipe Sub-20 e no elenco principal. Na atual temporada, atuou por 14 jogos pela Raposa.


BRUNO NAZÁRIO


O primeiro reforço do Juventude na janela de julho, o meia Bruno Nazário, 27 anos, vem de empréstimo até o final da temporada. Ele iniciou sua carreira nas categorias de base do Rio Branco (SP), tradicional clube do interior paulista, mas foi pelo Figueirense que o atleta fez sua estreia como profissional. Após breve passagem pelo América (MG), o meia foi contratado pelo Hoffenheim, da Alemanha. Na Europa defendeu ainda Lechia Gdansk, da Polônia.


De volta ao Brasil, Bruno teve passagens por Cruzeiro e Guarani, antes de transferir-se para o Athletico (PR), onde conquistou os principais títulos da carreira: a Copa Sul-Americana, em 2018 e no ano seguinte, a Copa do Brasil. Em 2020, o atleta chegou ao Botafogo e foi um dos destaques da equipe durante sua passagem, somando 44 jogos, seis gols e cinco assistências. Na temporada passada vestiu a camisa do América (MG) e neste ano, defendeu o Vasco da Gama.


Foto: Fernando Alves/Juventude