Juventude pode ganhar mais de 30 milhões subindo para Série A

O Juventude passou 13 anos entre os gigantes do futebol brasileiro. A trajetória começou em 1995 e foi até 2007. Após o rebaixamento, o time da serra chegou a cair para a Série D. Depois de frequentar o "inferno", agora, o time pode ir para o céu. Nesta sexta-feira, às 21h30, o Ju enfrenta o Guarani, em Campinas, pela última rodada da Série B do Brasileirão.


O papo depende apenas de si para subir. Basta vencer o Guarani. Empate também pode garantir o acesso, mas vai depender do resultado do CSA, que enfrenta o Náutico. A verba de TV da Série B é de R$ 6 milhões. Já na Série A do Campeonato Brasileiro, o montante pode ultrapassar os R$ 30 milhões. Em 2019, por exemplo, quando o novo contrato de TV foi fechado até 2024, a Chapecoense foi o clube com menor valor recebido pela TV. O time de Santa Catarina recebeu R$ 36 milhões, conforme o blog do jornalista Rodrigo Campelo.


Nos últimos anos o Juventude também tem garantido uma boa verba da Copa do Brasil, pois tem ido longe nos torneios. Cada fase representa um bom valor para um clube do interior. Garantindo o acesso, o clube ainda lucra com outras fontes de renda, como patrocínios, aumento do quadro social e venda de produtos.