top of page

Lisandro Leite, coordenador da base do Aimoré, projeta colocar o clube em uma competição nacional

Por Juliano Palinha


Enquanto o time profissional do Aimoré se prepara para disputa da sua 5ª participação no Campeonato Brasileiro da Série D, o índio estreia com o Hercílio Luz em maio, a base do clube segue os mesmos passos e caminha para a primeira disputa nacional. Há quatro meses à frente da coordenação geral da base índia, Lisandro Leite projeta romper as fronteiras do Rio Grande com a gurizada índia. “Por enquanto não podemos adiantar muito coisa, mas vamos disputar uma competição nacional esse ano na categoria Sub-15. O convite está feito, estamos acertando alguns detalhes para aí sim podermos divulgar qual a competição e que período vamos disputa-la”, revela o coordenador.


Lisandro Leite iniciou o trabalho na base do Aimoré em janeiro. São mais de 100 jovens de 5 a 20 anos coordenados por ele e sua equipe. O primeiro passo, de acordo com o coordenador, foi restabelecer um diálogo com as famílias dos atletas, criando um vínculo de confiança e mostrando que o trabalho desenvolvido vai muito além do futebol: “São jovens e com grandes expectativas de se tornarem jogadores profissionais. Porém, a caminhada não passa apenas pelo campo. Por isso o diálogo permanente com os pais. O acompanhamento escolar é um dos pilares que valorizamos quando o assunto é trabalhar com base. Queremos formar cidadãos, não apenas atletas”, reforça.


Esse trabalho inclui também cuidados médicos. A base conta com profissionais que acompanham os meninos nesta área. “Criamos uma parceria com alguns profissionais da área clínica que acompanham os meninos. Acreditamos ser muito importante esse cuidado físico”, diz Lisandro.


RESULTADOS EM APENAS QUATRO MESES


Lisandro fala com orgulho dos resultados em apenas quatro meses de trabalho. O clube está disputando diversas competições em várias categorias. Na noite de ontem, por exemplo, a categoria Sub-20 sagrou vice-campeão da Copa Verão. O jogo ocorreu no Estádio do Ivoti diante do Novo Horizonte. O clube está disputando também a Copa Encosta da Serra com as categoria Sub-13, 15 e 17 e o Gauchão Sub-17. Em fevereiro a base teve uma experiência de jogos amistosos em Santa Catarina contra Criciúma e Figueirense. “Nossa projeto visa dar experiência profissionais para a garotada. Viagens com bons ônibus, hotéis com um boa estrutura e alimentação saudável a todos. Mesmo na base, eles vivem na prática como funciona uma concentração de uma equipe profissional em véspera de jogos”, reforça o coordenador.


CAMPOS DE TREINAMENTOS


A reestruturação da base começou pelo local dos treinamentos. Hoje o Parque do Trabalhador virou a uma espécie de aldeia índia. São três campos de futebol a disposição da garotada. “Quando chegamos fomos atrás da direção do Parque. Para buscar uma parceria. A recepção foi muito legal e hoje cuidamos do espaço. Treinamos por aqui de terça a sexta-feira. Cortamos a grama e tentamos manter a área”, comenta Lisandro Leite. A garotada do Kits treina no clube e em quadras fechadas.


Lisandro Leite e sua equipe estão recuperando o vínculo entre o clube e comunidade leopoldense, além é claro de formar atletas e possíveis jogadores profissionais do Clube Esportivo Aimoré.


Foto: Divulgação

Comments


bottom of page