top of page

Marca histórica! Nenê completa 1000 jogos na carreira

O primeiro confronto da decisão do Campeonato Gaúcho de 2024 marcou um momento histórico na carreira de um dos grandes nomes do futebol brasileiro do Século XXI. Anderson Luiz de Carvalho, mundialmente conhecido como Nenê, atingiu o número de 1000 partidas oficiais neste sábado (30), no Estádio Alfredo Jaconi, contra o Grêmio. Nenê foi homenageado pelo Juventude com uma camisa única, que estampa a marca de 1000 jogos e os clubes por onde ele passou. O craque também recebeu, das mãos do Presidente Fábio Pizzamiglio e do Vice-Presidente de Futebol Almir Adami, uma placa alusiva aos 1000 jogos.


“É difícil falar neste momento, estou muito feliz e também orgulhoso de tudo que conquistei em minha carreira. Sou muito grato a Deus por ter recebido este dom e poder trabalhar com o que eu amo. Quero agradecer a minha família, que também sempre acreditou em mim. Alcançar uma marca dessa é algo que poucos jogadores conquistam, então estou honrado de atingir este feito”, afirmou Nenê, em entrevista coletiva após o jogo contra o Grêmio.


Nenê. Um nome reconhecido ao redor do mundo por seus feitos dentro das quatro linhas. O Anderson Luiz se tornou Nenê ainda jovem, quando jogava futsal. O garotinho, como foi alcunhado pela torcida do Ju, acumula 287 gols e 131 assistências em sua carreira. Nenê iniciou sua jornada profissional no Paulista de Jundiaí, em 2000. Com 18 anos, ele entrou e, logo em sua estreia, já deixou sua marca.


Após um início promissor no Paulista de Jundiaí, que lhe rendeu convocações para a Seleção Brasileira Sub-20, ele foi emprestado ao Palmeiras, onde teve destaque com oito gols em 25 jogos. Em 2003, ele atuou pelo Santos, onde foi vice-campeão da Copa Libertadores. Neste mesmo ano, Nenê foi convocado para a Seleção Brasileira Sub-23, na disputa de um Torneio no Qatar.


Suas atuações chamaram a atenção de clubes europeus. Foi em 2004 que o Mallorca, da Espanha, decidiu contar com os serviços do craque. Na Espanha, ele também atuou pelas equipes do Alavés e Celta de Vigo. Em 2007, ele mudou de ares e foi para a França. Nenê iniciou sua jornada francesa no Mônaco, onde pertenceu de 2007 a 2009. Porém, foi em outro clube que ele deixou seu legado.


Legado no Paris Saint Germain


A temporada de 2010 marcou o começo de sua trajetória com a camisa do Paris Saint Germain. Em seu primeiro ano, ele foi eleito o melhor jogador do Campeonato Francês. Na temporada seguinte, conquistou a artilharia da Liga Francesa. Contudo, foi em seu terceiro e último ano que ele conquistou a Ligue 1, maior título de sua carreira, com o clube parisiense. Nenê deixou o time em 2013, mas é, e sempre será considerado, uma lenda do clube francês.


Antes de retornar ao futebol brasileiro, Nenê teve passagens por Al-Gharrafa, do Qatar, e West Ham, da Inglaterra. Em 2015, ele retornou ao Brasil, quando iniciou um admirável legado com a camisa do Vasco da Gama. Ele ficou no clube até 2018. Depois, teve passagens por São Paulo e Fluminense. Em 2021, retornou ao Vasco, lugar que ele completou 199 jogos e ficou até 2023.


Nenê com a camisa do Juventude


“Uh, tá maneiro, o Nenê é Jaconero”. Foi no dia 12 de abril de 2023, que o garotinho se tornou oficialmente jogador do Juventude. Sua estreia aconteceu diante do Novorizontino. O seu primeiro gol, no entanto, ocorreu em sua estreia no Alfredo Jaconi. O camisa dez marcou o gol da vitória sobre o Guarani, pela quarta rodada da Série B. Nenê foi peça fundamental para a grande campanha alviverde na Série B, que culminou no vice-campeonato e consequente acesso à elite nacional do futebol brasileiro.


Em 2023, Nenê anotou sete gols e distribui sete assistências. Destaque para o gol da vitória diante do Mirassol, que colocou o Ju pela primeira vez no G4. No final de dezembro, o jogador decidiu adiar sua aposentadoria e renovar contrato com o Verdão por mais uma temporada. Após quatro meses afastado por lesão, Nenê retornou aos gramados em fevereiro, contra o Iguatu, em duelo válido pela primeira fase da Copa do Brasil. Até o momento, Nenê tem 34 jogos com o manto Jaconero.


"A minha motivação vem do amor que eu tenho pelo futebol. Como está acabando, busco aproveitar o máximo. Fico feliz de completar esta marca em uma decisão de Campeonato Gaúcho. Eu não imaginava ter essa oportunidade no final da minha carreira. Então poder seguir trabalhando, representar esse clube, essa cidade, isso para mim não tem preço. Por isso, acordo todo dia buscando dar o meu máximo, proporcionar tudo para esse clube, ajudar meus companheiros e dar alegria para os torcedores Jaconeros”, completou Nenê.


Número de partidas do Nenê em cada clube:

·        Juventude: 34

·        Vasco: 199

·        Fluminense: 116

·        São Paulo: 71

·        Al Gharafa (CAT): 50

·        West Ham (ING): 8

·        PSG (FRA): 112

·        Mônaco (FRA): 70

·        Espanyol (ESP): 36

·        Celta de Vigo (ESP): 47

·        Alavés (ESP): 78

·        Mallorca (ESP): 35

·        Santos: 41

·        Palmeiras: 31

·        Paulista: 72


Foto: Fernando Alves/EC Juventude


コメント


bottom of page