Meia Wallacer e mais três nomes são confirmados pelo Veranópolis

Wallacer de Andrade Medeiros está confirmado para defender o Veranópolis na grande batalha que inicia em Agosto, a Divisão de Acesso. O atleta de 35 anos, tem vários títulos recentes: Campeonato Paraense (2019), Copa da Federação Gaúcha de Futebol (2019), Campeonato Catarinense Divisão Especial (2020) e Recopa Gaúcha (2020). Natural de Macaé (RJ), Wallacer é meia ofensivo de 1,79m de altura e é muito competitivo nas disputas de bola na área.


Outro nome anunciado é de Jonatan da Silva Lima, que retorna ao Pentacolor após 4 anos. O atleta compôs a boa equipe do Pentacolor em 2017. Naquele ano, o Veranópolis obteve uma excelente atuação, sendo que, na 7ª Rodada o VEC chegou a estar em 3º Lugar na classificação geral. O VEC conquistou 5º Lugar na classificação geral com a zaga menos vazada.


Formado nas categorias de base do Grêmio, Romário Marques Rodrigues vai integrar o ataque Pentacolor. O atleta tem 28 anos e altura de 1,86. Ele nasceu em Fortaleza, e atuou em diversas equipes conhecidas, tais como: Ceará, Luverdense, Boa Esporte e São José (RS) em 2020. Atualmente, ele estava no Unaí Esporte Clube de Minas Gerais. O atleta possui um título de Campeão Brasileiro da Série C.


“Estou feliz e motivado para mais esse novo desafio. Fico feliz por todo carinho que tenho recebido desde o fechamento da negociação. Agora vamos trabalhar e nos doar ao máximo para que possamos fazer uma excelente competição e ajudar o VEC a voltar para o lugar que não merecia ter saído, que é a primeira divisão. Vamos juntos em busca desse objetivo", declarou o atleta.


Por fim, o último confirmado é prata da casa. Natural de Nova Prata e torcedor Pentacolor, Elias Miguel Trevizan Telles tem 22 anos, 1,81 de altura e joga na posição de meia/volante. Criado na região, Elias Telles contou que o primeiro jogo que assistiu na vida foi um jogo do Pentacolor, aos 8 anos de idade.


“Eu nasci aí em Nova Prata, mas sempre morei em São Jorge, que é uma cidade no interior, perto de Nova Araçá! Comecei desde cedo na escolinha e jogando competições aí na região. Depois fui para o Vila Nova de PF e fiquei lá até os 16, quando fui para o Internacional e lá fiquei e joguei até o último ano de Júnior… joguei competições nacionais e internacionais. Vivi ótimos momentos lá. Depois, fui para o Figueirense e me profissionalizei, fiquei quase três anos no clube, tive boas e más experiências lá, mas aprendi e evolui muito! Conheço muito bem a região e a tradição que o VEC tem! É um lugar que eu tenho muito carinho e estar retornando para ajudar o Veranópolis, e a região como um todo, a subir novamente a elite do futebol gaúcho, que é seu lugar. Isso me deixa muito motivado”, declarou o jovem.


Com informações de Juliano Holderbaum/Vec

Foto: Tales Leal/Pelotas/Divulgação