Na semifinal do Catarinense, analista de desempenho gaúcho fala sobre o trabalho no Concórdia


Semifinalista do Campeonato Catarinense 2022, o Concórdia entrou em campo no meio de semana diante do Brusque. A equipe saiu em desvantagem para o jogo de volta no próximo domingo. Com 1 a 0 contra no placar, terá de vencer fora de casa para chegar na grande decisão do estado vizinho.


A equipe de trabalho do Concórdia conta com um profissional gaúcho. Tiago Guilherme Paloski é natural de Frederico Westphalen e desde dezembro de 2021 está no clube, quando começou a pré-temporada para o regional.


Tiago chegou a jogar até aos 18 anos nas categorias de base. Ele também fez a faculdade de educação física e logo começou a trabalhar nas escolinhas de futebol do Lajeadense. Foi na Arena Alviazul que conheceu a área de análise.

"Comecei a estudar e a fazer trabalhos voluntários, até receber minha primeira proposta profissional como analista de desempenho contratado em um Clube profissional", comentou o profissional ao site peleiafc.com.


Tiago explica que a análise de desempenho tem várias áreas. Clubes da Série A do Brasileirão contam com até cinco analistas, um para cada setor: análise de mercado, análise de adversários, análise da própria equipe de forma quantitativa e também qualitativa.


"Cada Clube ou Comissão técnica em si tem seu método de trabalho. Devemos saber entender a maneira de cada treinador trabalha, o que ele quer receber de informação e de como ele gosta de recebe-las. Aqui no Concórdia por exemplo, a minha função solicitada pelo treinador é dar um foco especial ao adversário. Portanto, eu analiso de 3 a 4 jogos do adversário, analiso seus padrões coletivos e também individual de cada atleta. De maneira qualitativa e quantitativa", explicou o analista do Concórdia.


A profissão se tornou fundamental no futebol. Na análise coletiva do adversário, Tiago Paloski levanta os pontos fracos e fortes. Todas as informações colhidas são mostradas ao grupo de atletas juntos e, neste momento, o treinador explica a estratégia para o jogo, conforme detalhada o profissional.


"Já a analise individual (vídeos e dados) dos jogadores adversários é repassada para o WhatsApp dos nossos atletas de acordo com a posição de cada um, individualmente. Também faço análise de mercado e monitoramento de atletas que se encaixam no perfil do Clube, com potencial de uma possível compra futura", argumenta.


Quanto ao fato de estar em uma semifinal, o analista de desempenho gaúcho diz que está sendo uma grande alegria e satisfação. É a melhor campanha do Concórdia na história.


"O clube nunca na história tinha passado para as fases eliminatórias. Nesse ano, nós nos classificamos e eliminamos o maior rival, a Chapecoense nas quartas de finais, e assim, chegamos nas semifinais e garantimos vaga para a Série D do Campeonato Brasileiro de 2023. Satisfação e alegria por estar ajudando a escrever historia pelo clube e também de possibilitar um calendário cheio para a próximo temporada", finalizou Tiago Paloski.


Foto: Arquivo Pessoal