top of page

No interior, Pelé jogou em Caxias do Sul, Bagé, Pelotas, Rio Grande e Erechim

Atualizado: 31 de dez.

A morte de Pelé deixou o mundo do futebol em luto. O maior jogador de todos os tempos faleceu na última quinta-feira, em São Paulo, devido a um câncer. Ao longo da sua carreira como atleta, Pelé jogou no futebol gaúcho do interior em duas oportunidades.


A primeira vez que ele veio ao estado ainda tinha 16 anos e não era o Rei do futebol. Em 1957, o Santos realizou uma excursão pelo Rio Grande do Sul e enfrentou uma série de amistosos.


Durante vinte dias, Pelé jogou em Pelotas, Rio Grande, Bagé e Caxias do Sul. Na zona sul do estado, na Boca do Lobo, o Santos venceu o Pelotas por 3 a 2 e depois empatou com o Brasil em 2 a 2. O jovem garoto começou no banco e entrou no decorrer da partida. Ele não balançou as redes. Na sequência, em Rio Grande, o Peixe derrotou o guri teimoso, vencendo o Riograndense por 5 a 3.


O primeiro gol do futuro craque em solo gaúcho veio em Bagé. Contra um combinado da dupla Ba-Gua, Pelé começou no banco, mas um atacante se lesionou no começo da partida e ele entrou. Chamado de "Pilê" pela imprensa, ele balançou a rede no empate em 1 a 1.


Em 57, o Santos fechou a sequência diante dos gaúchos contra um combinado de Flamengo, antigo Caxias, e o Juventude, em Caxias do Sul. No Estádio Alfredo Jaconi, o jovem também fez um gol na vitória por 4 a 1 do Santos diante do Fla-Ju.


A última passagem pelo interior viria a correr somente em 1970, no ano do tri, sua última Copa do Mundo. Em dois de setembro, Pelé voltava ao Rio Grande do Sul já como majestade do mundo da bola. Ele participou de um torneio de inauguração do Estádio Colosso da Lagoa. O primeiro gol do estádio do Ypiranga foi marcado exatamente por Pelé, no jogo contra o Grêmio. Foi o gol de número 1.040 da sua carreira. O Santos venceu o tricolor por 2 a 0.


Foto: Aníbal Neto/Divulgação / Santos FC

bottom of page