Novelletto revela que FGF bancou folha de clube para evitar W.O. na Divisão de Acesso

O Campeão da Divisão de Acesso 2019 será conhecido na próxima quinta-feira em Bento Gonçalves. Contudo, a semifinal ainda está dando o que falar. Na última semana, em entrevista à Rádio Imembuí, de Santa Maria, o presidente Francisco Novelletto fez um balanço da sua gestão, já que em dezembro ele deixa o cargo.


Ao falar sobre a eleição ocorrida na sexta-feira, o mandatário foi questionado sobre o desinteresse dos clubes do interior em lançar uma chapa para concorrer com Luciano Hocsman, o seu candidato. Novelletto citou que um empresário cogitou concorrer, mas desistiu. Esse empresário tinha uma parceria com um clube do Acesso. O presidente não quis citar nomes, mas disse que o profissional deixou o clube com folhas de pagamento pendentes. Inclusive, o presidente da Federação revelou que uma das semifinais da Divisão de Acesso esteve ameaçada a dar WO. A solução encontrada foi a própria entidade bancar o atraso, conforme Novelletto.


"Da minha parte sempre foi o Luciano (o candidato). Aconteceu um caso de um empresário que fez parte de um clube, aí meio próximo, levantou essa hipótese e pra surpresa geral deixou o clube sem dois pagamentos. Então, ia para o terceiro mês sem receber e nós podíamos ter uma semi-final de divisão de acesso, valendo uma vaga para a Série A, dar WO. Se não fosse a Federação bancar o salário desse clube, pela primeira vez teria dado WO, o que seria uma vergonha nacional. Mas isso passou. A Federação está aqui para ajudar os clubes", declarou em entrevista à repórter Angélica Varaschini.


O único clube que se teve informação de atraso dos salários na Divisão de Acesso na semifinal foi do Guarani de Venâncio Aires. Inclusive, o site peleiafc.com chegou a noticiar o rompimento da parceria entre o empresário Fernando Otto e o time da terra da erva-mate. O clube acabou eliminado para o Esportivo após os confrontos de ida e volta.


Imagem: CanalFGF/Youtube