PLANO B: RIOGRANDENSE PODE JOGAR A TERCEIRONA NO ESTÁDIO DO RIVAL

O presidente do Internacional de Santa Maria, Luis Cláudio Mello, afirmou em entrevista ao programa Redação Imembuí, com jornalista Renato Oliveira, que o Riograndense encaminhou um ofício ao clube solicitando o estádio como alternativa para jogar a Terceirona Gaúcha. O mandatário alvirrubro entrou em contato com o presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Francisco Novelletto, dizendo que não se opõe no empréstimo do estádio ao rival. Contudo, Luis Cláudio apenas pontuou que os custos de logística do estádio ficariam a cargo do esmeraldino. 

Em 2017, também durante a Terceirona, o Riograndense jogou no estádio Presidente Vargas, pois a casa do periquito não estava liberada pelos bombeiros. Em meio ao torneio, o clube desistiu do campeonato e foi punido com afastamento de competições da FGF por dois anos pelo TJD. Na época, o empréstimo pelo Inter SM gerou muitas críticas dos torcedores alvirrubros, pois alguns jogos do Riograndense foram realizados em dias de chuva, o que prejudicou o campo e consequentemente o Inter SM, que na época disputou vaga contra o São Luiz de Ijuí para a Série A. 

Nesta segunda-feira, integrantes da diretoria do Riograndense estarão na sede da Federação para acompanhar o congresso técnico da Terceirona. O clube decidiu voltar ao futebol neste ano. Entretanto, joga contra o tempo para conseguir realizar todas as obras no estádio dos Eucaliptos para ter a liberação do Corpo de Bombeiros e Brigada Militar. Com tempo escasso, o plano B seria jogar no estádio Presidente Vargas. A ideia é formar um time com atletas da cidade e região, sem custos, e com uma comissão técnica também na região. #peleiafc

Foto: Tiago Nunes/Peleia FC