Prefeita de Pelotas é contra o retorno do futebol

Para o futebol retornar, o estado e municípios devem permitir em decreto as atividades, já que há aglomeração de pessoas nas atividades. Em Porto Alegre e Bento Gonçalves já há liberação local para o retorno dos treinos, mas com todos os cuidados necessários de segurança em saúde.


Em Pelotas, a prefeita Paula Mascarenhas se manifestou pela primeira vez sobre a possibilidade da volta das atividades dentro de campo. Em questionamento do departamento de esportes do Jornal Diário Popular, a chefe do executivo municipal se disse contra a retomada.


Conforme publicação do repórter Vinicius Guerreiro, mesmo sem torcida, Paula vê como arriscada a realização de partidas neste momento.


"O futebol é um esporte de alto contato. Além disso tem os treinos. O município não permitiu a abertura das academias, por se tratar de pratica de esporte em ambiente fechado, aumentando a possibilidade de risco de contagio. Para permitir treinos ou jogos de futebol, teríamos, no minimo, que fazer testagem 100% dos atletas e comissão técnica. Além disso, o decreto do governador deverá aplicar restrições regionais, de acordo com a expansão da pandemia em cada região do estado. Portanto, vão ser decisões diferentes, então não tem como um time ter um tipo de restrição e o outro ter outro tipo de restrição. Por essas razões, nossa posição é contraria a retomada dos jogos e treinos. Seria extremamente arriscado, custoso e injusto, ainda por cima sem torcida", declarou a prefeita de Pelotas.

Foto: Rodrigo Chagas/Assessoria Prefeitura/Divulgação