top of page

Responsável por três acessos, Copetti se inspira em goleiro do Flu: "Exemplo"

O goleiro Copetti conquistou seu terceiro acesso consecutivo no Rio Grande do Sul. Desta vez, o jogador esteve no Santa Cruz, que superou a Lajeadense, por 1 a 0, no último domingo, e garantiu uma vaga no Gaúchão 2024.


Além do Santa Cruz, Copetti também ajudou nos acessos do Guarany de Bagé e Esportivo de Bento Gonçalves. Para o arqueiro, o mérito também pertence aos grupos onde trabalhou.


"Sou muito grato a Deus e aos três clubes, que me deram a oportunidade de contribuir com meu trabalho nos últimos anos na A2. Esse campeonato não é fácil, é uma competição muito equilibrada e poder ter três acessos seguidos por três times diferentes me deixa muito feliz. Acho que tudo isso demonstra o grande trabalho que fizemos aqui no Santa Cruz, e particularmente também o meu trabalho junto com o Gilmar, nosso treinador de goleiros", vibrou o goleiro.


Com 32 anos, o goleiro do Santa Cruz se inspira em Fábio, do Fluminense, para jogar por mais tempo em alto nível. 


"Estou com 32 anos, acredito que para goleiro é uma idade média já que hoje no futebol brasileiro temos goleiros na casa dos 40 anos atuando em alto nível, como o Fábio, do Fluminense, que é um exemplo de boa forma física e psicológica. Então, não pretendo estipular mais quanto tempo ainda irei, mas como estarei fisicamente e mentalmente a cada ano", explicou Copetti.


As finais já foram definidas e quis o destino colocar na frente uma ex-equipe de Copetti, o Guarany de Bagé. 


O primeiro confronto acontece neste domingo, às 15h, no Estrella D'Alva.


"Serão dois jogos muito disputados, pois nós o enfrentamos na primeira fase com dois empates em 0 a 0, porém, foram partidas equilibradas. A equipe deles é uma boa equipe como a nossa, tanto que mereceram também esse acesso", finalizou.


Foto: Vinicius Schubert/Santa Cruz

Comments


bottom of page