São José critica decisão da Federação de portões fechados no Gauchão

O São José foi um dos poucos clubes a se manifestar oficialmente sobre a decisão da Federação de realizar os jogos do Campeonato Gaúcho, deste final de semana, de portões fechados. Em nota publicada nas redes sociais, o clube aponta que melhor seria o adiamento da rodada.


"Mais eficaz para prevenção aos riscos do COVID-19 e menos prejudicial ao clube seria o cancelamento e a transferência da partida para nova data. Afinal, os profissionais da imprensa, administrativos, atletas e comissão não estarão sujeitos ao contágio?", questionou o clube.


Ao contrário da Divisão de Acesso, que teve a rodada adiada, o Gauchão não tem datas reservas disponíveis. O clube afirmou que passou três anos trabalhando na liberação das arquibancadas do lado oposto as cabines para utilizar contra a dupla Gre-Nal e assim conseguir fazer uma boa arrecadação. Agora, o clube não vai conseguir fazer caixa com o jogo de domingo, contra o Inter.


"É sabido do esforço financeiro e técnico do clube para fazer as adaptações de engenharia necessárias e finalmente, após três anos e meio, liberar o setor de arquibancadas da Avenida Rio São Gonçalo ao público. É sabido também que partidas contra a dupla Gre-Nal representam muitas vezes a única oportunidade de uma partida rentável no Gauchão. Pois o São José, que neste ano enfrenta as duplas Ca-Ju e Bra-Pel com quatro jogos fora de casa, será alijado pelo segundo ano consecutivo. Em 2019, a partida contra o Internacional não contou com público adversário por uma restrição judicial", apontou o clube.


A partida do próximo domingo está mantida, às 19h, contra o colorado, no estádio Francisco Novelletto, mas sem público.


Foto: São José/Divulgação