São José empata e mantém sequência de jogos sem perder na Série C

Era um duelo entre dois times que estão na briga direta pela classificação à segunda fase do Brasileiro Série C. E o que se viu no Passo d'Areia foi um jogo franco, disputado palmo a palmo, com oportunidades de gol. No final, empate em 1 a 1 com o Paysandu e a permanência na segunda posição do Grupo B, atrás do líder pelo número de vitórias — a mesma condição anterior ao jogo deste sábado.


Matheusinho marcou para o Zeca, logo aos 11 minutos. Depois de um começo de jogo muito estudado entre as duas equipes, Márcio Lima arrancou em velocidade e serviu Cláudio Maradona, que driblou dois zagueiros, foi até o fundo e cruzou forte, rasteiro. O zagueiro não conseguiu afastar e colocou certeira no pé do atacante que entrava na área. Ele chutou de primeira, sem chance de defesa para o goleiro.


E o gol deu ainda mais ânimo ao São José, que poderia ter definido a partida ainda no primeiro tempo. Aos 27 minutos, Rafael Tavares serviu na medida para Matheusinho outra vez chutar forte, mas rasteiro. Desta vez o goleiro conseguiu espalmar. Depois, aos 30 minutos, a bola foi rolada para Tiago Pedra de fora da área soltar a bomba no canto, e o goleiro foi obrigado a se esticar para salvar.


Apesar das melhores oportunidades do Zeca, o Paysandu não se retraía, e na segunda etapa conseguiu encontrar espaços. Logo aos 5 minutos, depois de um bate-rebate na área, a arbitragem marcou pênalti por um toque na mão da defesa do São José. Tomas Bastos cobrou e empatou. E quem passou a ter algumas oportunidades foram os paraenses. Aos 11, o chute a gol passou perto e, aos 25, Fábio fez grande defesa no chute rasteiro da entrada da área.


Restava ao Zeca voltar à pressão para buscar a vitória. No cruzamento de Maradona, na medida, para Luiz Eduardo, o zagueiro conseguiu travar na hora, aos 30 minutos. Um minuto depois, a bola foi erguida na área e Luiz Eduardo cabecearia, se não fosse seguro, de depois empurrado com as duas mãos, pelo zagueiro do Paysandu dentro da área. O lance aconteceu diante do árbitro, que nada marcou.


"Eu não gosto de falar de arbitragem, mas foi determinante no jogo de hoje. A facilidade com que marcou pênalti contra nós e, no segundo tempo, não marfcava as mesmas faltas que eram para eles, para nós. Além do pênalti claro no Luiz Eduardo. Perdemos pontos por isso. Pela segunda vez, perdemos pontos em casa com erros de arbitragem. Foi assim contra o Ypiranga também, com um gol mal anulado", protestou o técnico Rafael Jaques após o jogo, e complementou:


"Jogamos para ganhar mais uma vez, tivemos diversas oportunidades no primeiro tempo para matarmos a partida, mas enfrentamos uma grande equipe, com dois times que se equivalem. Tivemos dois empates com eles, o que é normal pela briga em que estamos pela classificação. Temos condições de brigar lá em cima e mostramos isso mais uma vez".


O Zeca chega a 24 pontos na tabela com este resultado. No próximo domingo, a equipe enfrenta o Boa Esporte, em Varginha, no interior de Minas Gerais.


Foto: Eduardo Torres Divulgação/EC São José