São José preparado para sequência de jogos longe de Porto Alegre

Prevenir o desgaste, preparar para as batalhas e recuperar as energias. Este é o mantra da parceria entre as equipes da fisioterapia e da preparação física que mantém o grupo de jogadores forte para encarar as longas jornadas deste Brasileiro Série C. A partir deste final de semana, o Zeca terá a primeira "esticada" da volta ao mundo em cinco meses. Serão dois jogos em sequência fora de casa e com viagens longas: domingo, em Erechim, contra o Ypiranga, e no outro final de semana, em Rio Branco, contra o Atlético Acreano.


"Estamos tendo um cuidado todo especial para essa sequência de jogos fora porque, dependendo do desgaste do primeiro jogo, acrescido da viagem longa, o jogador às vezes leva três, quatro dias, para recuperar totalmente a condição, e já terá que encarar logo uma viagem para o Acre. Nosso trabalho nesta semana já tem sido de preparação para este momento", explica o preparador físico, Martinho Inácio.


Na delegação de cada viagem, além da linha de frente da comissão técnica, bem conhecida pelo torcedor, há o fisioterapeuta Vasyl Saciura e uma bagagem realmente especial. Nela está, por exemplo, uma espécie de bota usada pelos atletas para a aplicação da técnica conhecida como "game ready". Ela associa a crioterapia (frio) e a compressão da musculatura para um relaxamento muscular. O trabalho é complementado pela estimulação elétrica.


"Muito mais do que reabilitar os jogadores, a fisioterapia hoje atua muito na prevenção. Em uma viagem longa, e com um clima diferente como o do Acre, onde a musculatura sofre mais pela desidratação, as técnicas de recuperação muscular são fundamentais para o atleta restabelecer os padrões normais e voltar o mais rápido possível  às altas intensidades do treinamento", aponta Vasyl.


A técnica também é usada antes das partidas. É quando Vasyl e seus quatro aparelhos que combinam as técnicas de fisioterapia entram em ação na concentração.


Para o enfrentamento com o Ypiranga, a delegação viaja na manhã deste sábado para mais de cinco horas de estrada. Nada que vá interromper, ou prejudicar o ritmo de evolução física da equipe. Isso faz parte do planejamento da comissão técnica.



"Ainda não chegamos ao nosso ideal. Nestas duas últimas semanas, estamos trabalhando força e equilíbrio muscular dos atletas. E o mais importante é que monitoramos diariamente o condicionamento de cada um, e isso nos permite fazer a melhor gestão do volume de trabalho para os treinos e para a preparação aos jogos", aponta Martinho Inácio.

Segundo ele, na semana entre os dois jogos fora de casa, a rotina de força e equilíbrio se repetirá, mas com uma pegada, provavelmente, mais leve. Porque aí já estaremos na execução do plano para o Acre. 


"Estivemos lá há dois anos, com um desempenho físico muito bom dos jogadores. É um lugar realmente muito quente. Nossa preocupação no pré-jogo e durante o jogo é bem concentrada na hidratação dos atletas, que evitará um desgaste excessivo no trabalho mais intenso", diz Martinho.

Na base de muita água e com o suporte da boa recuperação proporcionada pela estrutura da fisio, o torcedor pode ter certeza de que o Zeca estará inteiro para a primeira sequência de jogos fora de casa no Brasileiro.


Foto: Divulgação/São José