São Luiz usa a tecnologia como aliada na pré-temporada

Durante o treino de segunda-feira (02), a comissão técnica do São Luiz realizou os primeiros experimentos com o dispositivo rastreador com GPS. Os equipamentos e coletes foram testados em quatro jogadores e adquiridos pelo preparador físico Anderson de Lazari. Ao total, dez unidades já estão disponíveis para uso no clube. O dispositivo é o Playerteck (da marca Catapult) e tem como objetivo quantificar a carga externa de trabalho, permitindo, assim, conhecer a quantidade de trabalho que o atleta executa durante o treino.


A tecnologia que começa a ser empregada (em conjunto com o sistema Firstbeat), deve potencializar ainda mais o trabalho de controle por parte da comissão. Com o GPS será possível controlar a quantidade de trabalho (distância percorrida, quantos corridas em velocidade, saltos, tudo o que o atleta faz no treino). Já o Firstbeat monitora, em tempo real, a resposta da frequência cardíaca do atleta durante o treino, o comportamento interno do corpo do jogador em relação ao externo, ao que ele está fazendo.


Conforme Anderson de Lazari, o uso combinado dos sistemas de controle é feito por pouquíssimos clubes do estado e do Brasil. Fora do país, o sistema já é usado por Manchester City, Manchester United e Chelsea. O equipamento é de “fundamental importância, pois conseguimos controlar e quantificar se o treino está atingindo o que planejamos. Eles vêm ao encontro disso, ser preciso no controle de todas as variáveis do treinamento”, completou o preparador físico.


Foto: Divulgação/São Luiz

Texto: Assessoria/São Luiz