São Paulo proíbe entrada de torcedores que agrediram dirigentes do Rio Grande

O clássico entre São Paulo e Rio Grande, no último domingo, acabou no intervalo por falta de segurança. Após o primeiro tempo do jogo amistoso, um grupo de torcedores do São Paulo invadiu o espaço destinado ao vestiário do rival no Estádio Aldo Dapuzzo.


Com pedaços de pau, agrediram o diretor de futebol do Rio Grande e o presidente do clube. A situação virou uma briga generalizada, que precisou da intervenção da Brigada Militar.


Em nota divulgada na segunda-feira, o São Paulo afirma que os dois torcedores detidos pela polícia estão proibidos de acessar o estádio Aldo Dapuzzo em dias de jogos. A medida é válida por tempo indeterminado. O clube informou que nenhum dos torcedores é sócio do clube. A direção do Leão ainda repudiou os atos de violência no jogo amistoso.


Confira a nota na íntegra do clube: