Santo Ângelo teve prejuízo de 20 mil com a Copa Verardi; entenda

Um dos motivos que afasta os clubes do interior da Copa organizada pela Federação Gaúcha de Futebol no segundo semestre é financeiro. A competição, na maioria das vezes, traz prejuízo aos cofres já escassos do futebol gaúcho. Apesar de levar para a Copa do Brasil e Série D do Brasileirão, os torcedores não vão aos estádios como no primeiro semestre. Para quem ganha a Copinha, o título é uma grande oportunidade, pois se optar pela Copa do Brasil, entram 500 mil reais de participação no torneio nacional.


Já quem fica no caminho, o rombo no caixa é praticamente certo. Um exemplo desse caso é o Santo Ângelo. O time das missões acumulou 20 mil reais de prejuízo com a Copa Seu Verardi. Em balanço divulgado pelo clube nas redes sociais, todas as contas foram detalhadas para o torcedor. A direção terminou a Copinha devendo e com caixa no vermelho, fato que pode gerar problemas no começo da temporada seguinte na Terceirona Gaúcha. A preocupação é não aumentar essa bola de neve. Confira os números do Santo Ângelo:


RECEITAS

R$ 5.300 - Patrocínio de camisetas

R$ 12.430 - Ingressos

R$ 9.610 - Placas estádio

R$ 17.350 - Doações pessoas físicas

R$ 3.183 - Copa

R$ 60 - Promoção Pizzas

R$ 1.140 - Vendas artigos esportivos

-----------

TOTAL ARRECADADO: R$ 49.073



DESPESAS TOTAIS: R$ 69.368

DESPESAS PAGAS

R$ 2.500 - FGF

R$ 5.300 - Confecção uniformes

R$ 2.113 - Inscrição de atletas

R$ 8.000 - Alimentação de atletas

R$ 17.945 - Salários de atletas

R$ 1.100 - Manutenção estádio/gramado

R$ 4.500 - Segurança particular jogos

R$ 100 - Suporte atletas

R$ 2.770 - Despesas viagens

R$ 1.010 - Passagem chegada/saída atletas

R$ 1.000 - Ingressos

R$ 1.480 - Ministério do Trabalho

R$ 775 - Delegado jogo

R$ 480 - Transporte amistosos e na cidade

TOTAL PAGO: R$ 49.073


DÉFICIT: R$ 20.295