top of page

Técnico Carlos Moraes se despede do Esportivo: "seguirei na torcida pelo sucesso do clube"

Entre os técnicos com mais jogos no comando do Esportivo, Carlos Moraes encerrou a sua segunda passagem pelo clube ao término do Campeonato Gaúcho. O treinador ultrapassou a marca de 50 partidas com o Alviazul, onde colecionou feitos expressivos, mas também não conseguiu evitar o rebaixamento do time para Divisão de Acesso neste Gauchão.


Pela equipe de Bento Gonçalves, Moraes conquistou dois acessos à elite estadual, venceu a Divisão de Acesso e foi campeão gaúcho do interior. Além disso, classificou o Esportivo para a Série D em 2020.


"Estar entre os técnicos que mais comandaram o Esportivo é motivo de muita honra. Sempre entreguei o melhor de mim e seguirei na torcida pelo sucesso do clube. Foram quatro temporadas ao todo, onde conquistamos dois acessos, dois títulos, e acredito que deixamos um legado. A avaliação que faço é extremamente positiva", disse o profissional.


Aos 47 anos, Carlos Moraes acumula vasta experiência no futebol gaúcho. Ele atuou por mais de uma década na base do Internacional e também trabalhou nas categorias inferiores do Juventude. Já por equipes profissionais, soma outros dois acessos no campeonato estadual, com São Gabriel e Glória de Vacaria.


"A Divisão de Acesso do Rio Grande do Sul possui características bem específicas. Por ter raízes aqui desde as categorias de base, ter esse convívio com atletas e outros profissionais, pude adquirir um bom entendimento do futebol gaúcho e descobrir alguns caminhos para subir de divisão", afirmou o técnico.


Com histórico de títulos e acessos no currículo, Carlos Moraes vai em busca de novas conquistas. O treinador projeta a sequência da temporada e mira os próximos passos da carreira.


“Espero dar sequência ao que tenho feito nos últimos anos, seja aqui no Sul ou em outro mercado. Agora é o momento de avaliar o melhor projeto para o futuro da minha carreira. Independente do lugar, seguirei procurando me adaptar e entregar o melhor trabalho possível”, concluiu.


Foto: @eniobianchetti/Esportivo

bottom of page