"Temos que ser criativos", afirma novo executivo de futebol do Juventude

O Juventude anunciou Júnior Chávare como novo Executivo de Futebol. O profissional, com grande experiência no mercado e um incentivador do trabalho de categorias de base, chega para atuar ao lado do comitê gestor de futebol do Juventude, composto por Luis Carlos Bianchi, Almir Adami e Jones Biglia.


Chávare teve projeção nacional a partir de 2013, quando revolucionou as categorias de base do Grêmio e deu início ao Projeto Lapidar. Em 2014, seguiu para o São Paulo e participou da integração de base de Cotia com o profissional. Neste período na capital paulista, lapidou jovens do quilate de Eder Militão, Antony, David Neres, Lyanco, Inácio, Marquinhos Cipriano, Gustavo Maia, Shaylon, Luíz Araújo e Lucas Fernandes.


Assim como já havia acontecido no Grêmio, Chávare levou o até então técnico da seleção brasileira olímpica para o São Paulo, André Jardine, e ganhou praticamente tudo com time sub-20: Copa Libertadores, duas Copas do Brasil, duas Copas Rio Grande do Sul, Campeonato Paulista e uma Copa Ouro.


Retornou ao Grêmio no final de 2015 e novamente participou ativamente do processo de captação de novos talentos e ajudou a revelar nomes como como Luan, Wallace, Everton Cebolinha, Arthur, Pedro Rocha, Jailson, Pepê, Wendell, Matheus Henrique, Ferreira, Jean Pierry, Darlan, Tetê, entre outros.


Em 2019, seguiu para a base do Atlético-MG e implantou o mesmo sistema de captação de atletas, com o projeto 'DNA Alvinegro'. No ano seguinte, participou da conquista do título do Brasileiro Sub-20 e chegou na semifinal na Copa do Brasil da categoria, além de ter participado da integração com o departamento de futebol profissional. No começo de 2021, Chávare seguiu para o Bahia e foi peça importante como executivo do futebol profissional da conquista da Copa do Nordeste daquele ano.


Em sua primeira entrevista como Executivo do Juventude, Chávare destacou o trabalho realizado no clube. “É um motivo de muito orgulho, muita satisfação estar aqui no Juventude. Quando nós tivemos as primeiras conversas, não tive dúvidas que seria um projeto de muitos desafios, mas também de muitas expectativas. O Juventude é muito respeitado. A torcida tem que saber que apesar das dificuldades enfrentadas no momento, o clube é referência no país”.


O profissional ainda falou brevemente da montagem do elenco, já visando a próxima temporada. “Temos que ser criativos. Já estamos definindo o perfil dos atletas que queremos e em cima desse perfil nós iremos buscar nomes com o objetivo de formar um grupo forte e competitivo para todas as competições de 2023”.


Foto: Fernando Alves/Juventude/Divulgação