Ulbra será sede do Marítimo, de Portugal, nas Américas

A história do Complexo Esportivo da Ulbra começa a ganhar projeção internacional. O motivo é que a Universidade firmou um convênio para se tornar a sede nas Américas do Club Sport Marítimo, de Portugal. Atuando na formação de atletas no Brasil há seis anos, o clube utilizará toda a infraestrutura do Centro de Treinamento da Ulbra para ensinar jovens a jogar futebol no padrão europeu e formar atletas. Além de ocupar dois campos de futebol onze e dois de futebol sete, a equipe ainda conta com uma infraestrutura com quadras de vôlei e futebol de areia, quatro quadras de tênis de saibro e pavilhão com dois vestiários e banheiros, recepção e salas. Uma delas abrigará uma sala de games.


À frente do projeto, o coordenador sul-americano do Marítimo, Mauro Rocha, conta que o projeto iniciou no Brasil com as escolas de futebol. "O futebol português tem a visão de ensinar a jogar esse esporte que é como qualquer outro, requer trabalho e treinamento. E é isso que buscamos neste novo espaço", contou, informando que hoje o Marítimo está presente em 72 unidades no país, com 7 mil alunos, além de Uruguai, Argentina e Estados Unidos. Na Ulbra, além da escola, o clube manterá categorias de base sub-15, sub-17 e sub-20, com cerca de 200 atletas, e já planeja disputar o Campeonato Gaúcho. O Marítimo ainda prevê, em parceria com a Universidade, o desenvolvimento de projetos sociais. "Estamos nos sentindo em casa na Ulbra", completou.


Formação cidadã


O reitor, Thomas Heimann, lembrou que a Universidade tem uma trajetória no esporte amador e profissional e que a parceria com um clube internacional só engrandece a Instituição. "O esporte, além de promover educação de valores, promove cidadania e responsabilidade social", lembrou, salientando que é motivo de orgulho para a Ulbra ter a sua marca na camiseta do Marítimo.


O diretor do campus Canoas, Leonardo Haerter dos Santos, contou que com frequência a Universidade recebe representantes de clubes esportivos e entidades buscando parcerias na área esportiva. "Quando recebemos a proposta do Marítimo, analisamos com o mesmo cuidado das outras, mas logo percebemos que deveríamos dar o nosso apoio", lembrou. Isso porque, conforme Santos, os valores preconizados pelo clube estão alinhados com os da Universidade. "Nossos objetivos são os mesmos, a formação de cidadãos e a disseminação do esporte", completou o diretor.


Para a prefeita em exercício de Canoas, Gisele Uequed, que também acompanhou a assinatura do convênio, o esporte, além de promover saúde, traz benefícios sociais e impactos econômicos na vida das famílias. "O município tem na sua história a formação de base e muitos atletas que nasceram aqui fizeram muito sucesso. Agora, esta parceria possibilitará que as nossas crianças e jovens sonhem e se preparem para um futuro dentro do esporte", destacou.


Durante a pandemia, as aulas e treinamentos no clube foram suspensas. O retorno está previsto para 17 de novembro.


Texto: Marla Cardoso/Ulbra

Foto: Marla Cardoso/Ulbra