Valor de 120 mil destinado pela CBF às federações é para custeio das entidades

Nesta semana, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou uma série de medidas para auxiliar os clubes dos campeonatos que ela organiza. Um bom valor foi destinado para os clubes das Séries C e D. Serão pagos dois meses de folhas das esquipes da Série C no valor de 200 mil. Já para a Série D o valor é de 120 mil. Os clubes da Série B do Brasileirão terão um adiantamento da cota de televisão de 600 mil cada.


Para os clubes que não tem competição nacional ainda não surgiu nenhuma iniciativa mais forte. A CBF apenas liberou os times do pagamento da taxa de transferência de jogadores junto a entidade.


A Confederação também doou para as Federações do país uma cota de 120 mil. Contudo, esse valor não significa que irá para os clubes. A verba é para custeio das entidades, que também tem compromissos mensais, como pagamento de funcionário.


Em entrevista à Rádio Imembuí, de Santa Maria, nesta quinta-feira, o presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Luciano Hocsman, esclareceu a destinação da verba. Na semana, o site peleiafc.com citou que caso a FGF destinasse aos clubes como forma de socorro financeiro, o valor seria uma "migalha" para cada equipe sem calendário nacional no interior. Nesta suposição, daria R$ 3.400 reais, algo que não ajudaria muito as equipes.


Segundo o dirigente, inicialmente a CBF faria um adiantamento de um plano mensal de assistência financeira, já que destina um valor mensal para as Federações. Ele contou que a Federação Gaúcha usa essa parcela integralmente para custear os campeonatos, com pagamento de taxas de registro de contratos, despesas de arbitragem e taxas de borderôs. Contudo, depois a CBF informou o valor seria doado as entidades regionais e não mais uma antecipação da parcela referente ao mês de dezembro.


Conforme Luciano Hocsman, a CBF destina o valor para despesas administrativas das federações e jamais foi determinado ou comentado a divisão entre os clubes sem competições em nível nacional. "A destinação desse valor a CBF deixa a cargo de cada Federação. Originalmente, pelo estatuto da CBF é para custear despesas administrativas das federações e no nosso caso usamos para pagamento das competições, o custeio das competições. Esse valor de 120 mil já ingressou em março na contabilidade e já utilizamos para custear arbitragem das 3 rodadas do Campeonato Gaúcho, Divisão de Acesso e pagar folha de pagamento dos nossos funcionários. Ouvi, li e teve site que já fez divisão deste valor e isso sequer foi determinado pela CBF e comentado pela Federação", esclareceu à repórter Angélica Varaschini.


Foto: Peleia FC/Tiago Nunes