Verificamos: Não procede postagem viral que o governo liberou o futebol em todo RS


Circula nas redes sociais uma imagem com dizer "futebol está liberado", fazendo referência ao novo decreto do governo do estado publicado nesta semana. A norma regulamenta a o retorno dos campeonatos esportivos.


A postagem contém alguns erros, conforme apurou o site peleiafc.com. Primeiro o Decreto 55.444 libera parcialmente a prática de esportes, permitindo competições e treinos somente nos municípios localizados em regiões com bandeira amarela ou laranja. A classificação é feita com base em 11 indicadores das 21 regiões covid no Distanciamento Controlado.


Outro erro é a foto da postagem. A imagem trás as regiões nas cores amarela e laranja. Entretanto, o peleiafc verificou que o mapa verdadeiro do estado tem 14 cidades na bandeira vermelha, 7 na cor laranja e nenhuma na amarela.


Pelo decreto do estado estariam autorizadas para a prática de futebol somente as cidades de Santa Maria, Bagé, Farroupilha, Veranópolis, Venâncio Aires, Lajeado e Santa Cruz do Sul. Ainda tem outro ponto importante! O documento do estado diz que as prefeituras também devem concordar com a liberação da prática. Destas sete cidades listadas, duas já negaram a volta do futebol: Santa Cruz do Sul e Veranópolis.


Tento em vista a repercussão da postagem, principalmente no instagram, a Federação Gaúcha de Futebol se manifestou sobre essa situação na noite desta quinta-feira.


"A Federação Gaúcha de Futebol vem a público esclarecer que, diferentemente do que vem circulando nas redes sociais nas últimas horas, não é verdade que o Governo do Estado liberou treinos e jogos em todo o Rio Grande do Sul. A FGF ressalta, ainda, que os mapas utilizados pelos veículos de comunicação não oficiais para ilustrar o conteúdo viralizado não condizem com a realidade. Na semana compreendida entre os dias 18 e 24 de agosto, o Rio Grande do Sul registra 14 regiões com bandeira vermelha e sete com bandeira laranja. Por fim, a Federação reafirma a intenção em promover a Divisão de Acesso e as demais competições previstas no calendário oficial da entidade, mas respeita e irá cumprir as determinações de órgãos governamentais e autoridades sanitárias, tal qual vem fazendo desde o início da pandemia", declarou em nota.